Azul Novas Rotas
Foto: Gabriel Melo/Aeroflap

Com o crescente número de dispensas médicas de tripulantes somente em janeiro deste ano, a Azul deverá cancelar centenas de voos a partir da segunda quinzena de janeiro, é o que diz o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA). 

Segundo informações do Portal G1, a Azul teve uma alta de 405% nas dispensas médicas de tripulantes somente em janeiro em relação à média histórica. Com isso, muitos tripulantes foram afastados para cumprirem o isolamento de síndromes gripais, como a Covid-19, além da influenza (vírus H3N2). 

Contudo, apesar do alto número de dispensas, a Azul informou que realizará uma reprogramação nas suas operações, e que os passageiros afetados estão sendo notificados com antecedência sobre as alterações de voo. 

Para contornar a situação, não só a Azul, mas outras companhias aéreas estão procurando voluntários que desejem trocar suas folgas adicionais por bonificações aos que optarem por trabalhar em janeiro. Como se sabe, por lei, os tripulantes possuem o direito a 10 folgas mensais. 

Confira o comunicado da Azul: 

“A Azul informa que por razões operacionais alguns de seus voos do mês de janeiro estão sendo reprogramados. A companhia registrou um aumento no número de dispensas médicas entre seus Tripulantes – casos esses que, em sua totalidade, apresentaram um quadro com sintomas leves – e tem acompanhado o crescimento do número de casos de gripe e covid-19 no Brasil e no mundo. É importante ressaltar que mais de 90% das operações da companhia estão funcionando normalmente e que os Clientes impactados estão sendo notificados das alterações, reacomodados em outros voos da própria companhia e recebendo toda a assistência necessária conforme prevê a resolução 400 da Anac.”.

Com informações: G1 

DEIXE UMA RESPOSTA