Foto - Airbus

A Azul declarou ontem que planeja aumentar a substituição de aeronaves da geração antiga pela nova geração, incorporando neste ano mais aviões dos modelo Embraer E195-E2, A320neo do que o previsto anteriormente pela empresa.

A novidade do pacote é composta pelos novos A321neo, a companhia planeja receber a primeira aeronave deste modelo em 2019, já no padrão ACF que possibilita um aumento de 20 assentos internamente, desta forma a capacidade máxima sobe de 220 assentos para 240.

Questionada pela equipe do Portal Aeroflap, a Azul lançou a seguinte nota: “A Azul confirma que está acelerando a renovação de sua frota e o plano de frota da companhia contempla agora três aeronaves do modelo A321neo”.

A companhia não divulgou quando vai receber o primeiro A321neo da frota, a aeronave ainda não entrou na linha de produção da Airbus. Não será no primeiro trimestre de 2019, quando a companhia vai incorporar cinco, dos nove aviões do modelo A320neo que planeja receber em 2019.

Provavelmente os aviões A321neo da Azul serão equipados com motores CFM Leap-1A, visto que a companhia já utiliza essa propulsão na sua frota de aeronaves A320neo.

A Azul também não declarou se optou pelo pacote Long Range, conhecido pela sigla “LR”, o que possibilitaria voos sem escalas do nordeste para destinos na Europa e Estados Unidos. A TAP, companhia parceira da Azul, já optou pelo A321neo LR.

Se a Azul optar por uma configuração de classe única, com a Economy, podemos ter cerca de 220 assentos nos aviões A321neo da companhia.

De qualquer forma o A321neo da Airbus se destaca por oferecer um maior espaço para cargas nos porões da aeronave, maior peso de decolagem e também cerca de 50 assentos a mais de oferta.