Foto - Boeing

A Boeing agendou o primeiro voo do 777X para 23 de janeiro, após alguns atrasos no programa de desenvolvimento do avião, que mesmo assim, seguirá o cronograma atual.

A aeronave de testes, um 777-9X, deve partir por volta das 10 horas, horário de Seattle, no dia 23, ou às 15h00 no horário de Brasília, embora a Boeing avise que o agendamento “pode ​​mudar devido ao clima e outros fatores”.

O voo inaugural dará início ao programa de testes em voo do 777X, um importante passo para a certificação da aeronave.

A Boeing diz que mantém a meta de certificar o Boeing 777X ainda em 2020, e entregar a primeira aeronave em 2021. Apesar dos problemas da empresa com a FAA, que agora deve ser mais rígida com os produtos da fabricante norte-americana.

Na noite desta terça-feira a Boeing lançou um link onde você pode acompanhar o Primeiro Voo ao vivo. Segue o link: www.boeing.com/commercial/777x/first-flight/#/videos

A Boeing inicialmente planejou realizar o primeiro voo do 777-9 em 2019, e iniciar as entregas em 2020. Mas a programação antiga foi toda abandonada após os motores GE9X precisarem passar por uma atualização, antes do início dos voos de testes.

No vídeo abaixo podemos ver um pouco da aeronave durante seus testes em solo:


 

Boeing 777X

O Boeing 777X conta com duas opções de aeronaves, a 777-8X é capaz de receber 350 assentos em configuração padrão de duas classes, seu alcance é de até 15000 km. Já o 777-9X, a maior variante da família T7 até hoje, será capaz de receber 450 passageiros em uma configuração de duas classes, com autonomia para 13200 km de voo.

O Boeing 777-9X que foi apresentado tem 76,7 metros de comprimento.

Foto – Divulgação

O novo avião inclui a combinação de “muitas heranças do 777 e do 787”, disse Beezhold. “Fizemos a fuselagem mais larga do que a do -300ER, para assentos mais confortáveis e fileiras com até 10 assentos.”

O novo 777X exigirá menos impulso do que o -300ER porque terá uma asa mais eficiente. E essa asa é bastante longa a envergadura do 777X chegará a 71,8 metros. Por ser mais amplo do que os gates padrões dos aeroporto, o avião terá uma asa dobrável para reduzir a extensão para 64,7 metros quando em solo.

O 777X é equipado com dois motores GE GE9X, que pertencem à nova geração.

O 777-8X concorre diretamente com o Airbus A350-1000, enquanto o 777-9X está sozinho em sua classe de aeronave, e irá atingir uma necessidade por maior economia mas sem perder a capacidade de transporte. 

Até esta data, o 777X acumulou mais de 340 pedidos fixos e compromissos de seis clientes no mundo inteiro. A primeira entrega está programada para 2020.

Com quase 6 metros de largura internamente, o novo 777X será capaz de receber uma configuração com até 11 assentos por fileira na Classe Econômica, geralmente na distribuição 3-5-3.

 

*Nota do Editor: Atualizado às 20h30 para incluir o link da transmissão ao vivo.

DEIXE UMA RESPOSTA