Durante cerimônia na embaixada holandesa, nesta terça-feira (14/01), o Governo do Brasil, através do Ministério da Infraestrutura, renovou, por mais cinco anos, o Memorando de Entendimento de Aviação Civil entre os dois países.

O objetivo do acordo é expandir e aprofundar a cooperação na área de aviação civil com base na igualdade e no benefício mútuo, contemplando iniciativas de planejamento, navegação aérea, treinamento, inovação, sustentabilidade, biocombustível, entre outros.

O Memorando de Entendimento trata de acordo de cooperação e de troca de informações firmados entre diversos países do mundo. Atualmente, a Holanda é um dos principais parceiros comerciais do Brasil na Europa. Nos últimos 20 anos, a Holanda foi o segundo país que mais investiu no Brasil (Investimento Estrangeiro Direto – IED), sendo que, somente em 2018, foi o primeiro.

Em seu discurso, o ministro substituto, Marcelo Sampaio, afirmou que o Brasil tem muito a aprender com a expertise holandesa na aviação civil.

“Eles têm uma grande experiência no setor aeroportuário. É importante para nós estarmos próximos de países que saibam como fazer e que fazem com excelência”, destacou.

Para o ano de 2020, alguns eventos estão previstos no calendário Brasil-Holanda. Serão apresentados os resultados do estudo “Survey on Business Opportunities of Brazilian Airports for Dutch Companies” e cerca de 10 empresas holandesas devem visitar o Brasil.

Além disso, a Embaixada da Holanda considera preparar uma visita do Ministro de Infraestrutura ao país, além de tratativas com o Port of Rotterdam e STC para treinamento/capacitação de servidores do MInfra.


DEIXE UMA RESPOSTA