Cessna Citation Sovereign Executivo
Foto: Jet & More

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) lançou um comunicado convocando uma Assembleia Geral Extraordinária no dia 24 de maio, no qual deseja votar a venda de veículos, como uma Mercedes blindada, e duas aeronaves (jato executivo e helicóptero).

O jato executivo é um Cessna Citation 680 Sovereign, fabricado em 2009 e que opera com a matrícula PP-AAD. O avião pode transportar até nove passageiros, e tem autonomia para fazer voos para todas as cidades da América do Sul a partir do Rio de Janeiro (RJ).

O Sovereign ainda tem aviônicos modernos, com Glass Cockpit e assentos confortáveis no interior. A aeronave era utilizada nos deslocamentos da diretoria da CBF, além de funcionários e até mesmo atletas.

Agusta A109S
Agusta A109S. Foto: Tim Felce/Via Wikimedia (CC BY-SA 2.0)

Já o helicóptero é um Agusta A109S de matrícula PR-WDA fabricado em 2010. Movido por um motor a reação, a aeronave pode transportar quatro pessoas de acordo com a CBF.

O atual presidente da Confederação, Ednaldo Rodrigues, critica a presença dessas aeronaves na frota, afirmando que há pouco uso dos aviões, porém, grandes custos para manter esses ativos.

A CBF ainda deseja vender um Mercedes-Benz E 500 2009 blindado, e duas salas em um edifício comercial no Centro do Rio de Janeiro.

Com a venda das aeronaves, a CBF pode arrecadas mais de US$ 8 milhões para seu caixa, quando consideramos o valor de mercado do Sovereign e do Agusta A109S.