Boeing 777X da Emirates na linha de produção.

Em uma entrevista coletiva, e respondendo a um questionamento do Portal Arabian Business, o CEO da Emirates, Tim Clark, declarou suas posições em relação ao Boeing 777X, o qual a companhia tem 150 encomendas.

“Duvido que o receberemos [o 777-9X] em junho de 2020”, disse Clark durante a entrevista.

Ele ressaltou que os atrasos com problemas nos motores GE9X e também com a porta de carga da aeronave, podem atrasar o desenvolvimento do jato, além da certificação do mesmo.

Para Clark, a entrega será realizada em janeiro de 2021, se nada der errado, e pode também resultar em um atraso na estreia da Premium Economy da companhia. Ele acredita, no entanto, que a partir do 1º voo o programa de certificação pode durar de 13 a 16 meses.

Em uma outra entrevista à Reuters, ele disse que o 777-9 deveria voar originalmente em outubro de 2018, e que a primeira aeronave seria entregue à Emirates em junho de 2020, com até nove entregas no mesmo ano. “Tudo isso foi adiado”, acrescenta Clark.