Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

J-15 decolando do porta-aviões Liaoning.

Ainda neste ano a China vai revelar detalhes do progresso no desenvolvimento de seu caça de próxima geração baseado em porta-aviões, afirmou o Projetista-chefe do caça embarcado J-15 Flying Shark no Airshow China nesta quarta-feira (29). 

“Quando a aeronave estiver pronta, as pessoas poderão vê-la”, disse Sun Cong. “Este ano, as pessoas devem ser capazes de ver boas notícias sobre o jato de combate de próxima geração baseado em porta-aviões”, afirmou ele durante uma entrevista coletiva. Segundo o portal de notícias estatal Global Times, Sun também é projetista-chefe do Shenyang FC-31, o segundo caça stealth da China e que há muito tempo é sugerido como o novo caça naval do país.

O J-15 é uma cópia chinesa do Sukhoi Su-33 Flanker-D, a versão naval do Su-27 Flanker. A aeronave surgiu por volta de meados de 2009/2010 e foi introduzida ao serviço militar em 2013. Atualmente é o único caça naval em operação na China. A aeronave foi desenvolvida a partir do T-10K-3, um dos protótipos do Su-33 russo adquirido da Ucrânia por volta de 2001. 

Caças J-15 Flying Shark a bordo do porta-aviões Liaoning. Foto: Imaginechina via AP.

Já o FC-31 fez seu primeiro voo em outubro de 2012, sendo chamado de J-31 na época. O caça stealth possuía um desenho que lembrava muito o F-22 Raptor e o F-35 Lightning II, mas teve seu design alterado ao longo dos anos, bem como sua designação. Um modelo em escala e um demonstrador do seu cockpit estão em exposição no Airshow China, que ocorre entre os dias 28/09 e 03/10 em Zhuhai, no sul do país. 

O mock-up do FC-31 está exposto na entrada do salão da estatal Aviation Industry Corporation of China (AVIC), junto com modelos de um míssil ar-ar de longo alcance PL-15E, um míssil ar-ar de curto alcance PL-10E e uma bomba planadora de precisão LS-6/250.

Se o protótipo do FC-31 for atualizado para atender às necessidades de operação de porta-aviões, ele pode ser a melhor opção para o jato de combate da próxima geração da China, Fu Qianshao, um especialista em aviação militar chinês, disse ao Global Times.

fc-31
FC-31 em sua configuração mais recente.

Apesar de se recusar a fazer um comentário direto sobre as especulações em torno da aeronave, Zhou Guoqiang, assistente do gerente geral da AVIC, disse a um grupo de repórteres em uma visita prévia à exposição, pouco antes da abertura na terça-feira, que o FC-31 reflete a força da China e é uma conquista importante na família de aeronaves “20”, juntamente com o jato de combate stealth J-20, o avião de transporte Y-20 e o helicóptero utilitário Z-20, cópia chinesa do Black Hawk dos EUA. 

FC-31
Artwork de um FC-31 naval pousando em um porta-aviões. Arte: Jeff Holy.

DEIXE UMA RESPOSTA