China Southern
Foto: China Southern

A pandemia de Covid-19 trouxe alguns desafios e incertezas principalmente para companhias aéreas. Em 2021, com a segunda onda se alastrando por diversos países ao redor do mundo, foi preciso ainda mais regras relacionadas as viagens aéreas. A China Southern foi uma das empresas que reforçou seu transporte de cargas em meio a pandemia.

Com os voos de passageiros bem restritos, transportar suprimentos e cargas pelo mundo foi uma solução viável para diversas empresas aéreas. Os tripulantes precisavam se comprometer ainda mais com o trabalho para levar a milhares de pessoas ajuda e também movimentar o mundo durante o ápice da pandemia.

A China Southern reconheceu o brilhante trabalho de seus tripulantes e realizou uma homenagem à um dos pilotos que mais fez voos e se abdicou da família para poder voar. A bordo do Airbus A380, o piloto Ma Jian realizou voos por 75 dias ao longo de 2021 com mais de 505 horas de voo realizadas.

E como era necessário, toda a tripulação precisava estar em quarentena ao realizar voos para determinados países, e ao todo foram 189 dias em quarentena obrigatória. Outros pilotos de Boeing 777 também passaram mais de 170 em quarentena em razão dos voos.

A companhia aérea chinesa também destaca o compromisso firmado dos comissários de bordo que nos últimos dois anos, enfrentaram 310 dias em quarentena. 

Foto: China Southern

“Em serviço em 2021, ele entregou milhares de passageiros e suprimentos em todo o mundo a bordo do ‘superjumbo’. Todo piloto da China Southern Airlines sabe que mantém a estabilidade da cadeia de suprimentos de logística internacional e se tornou um símbolo da força nacional da China durante a epidemia”, disse a companhia aérea em uma postagem. 

 

Fonte: FlightGlobal

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA