Embraer A-29 Força Aérea do Brasil FAB
A-29 Super Tucano Foto: Embraer

Foi realizada no período de 24 de maio até 4 de junho, a Operação Ágata Arco Sul – Sudeste 2022, com a intensificação de ações de patrulhamento, controle e monitoramento na faixa de fronteira, vias navegáveis e área marítima dos estados de São Paulo (SP) e Paraná (PR).

Em um ambiente de trabalho interagências, a Operação Ágata faz parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), cujos objetivos são a integração e articulação de ações das Forças Armadas, Órgãos de segurança pública e fiscalização da União, estados e municípios, situados na faixa de fronteira e na costa marítima, fortalecendo as medidas de controle, fiscalização, repressão aos ilícitos transfronteiriços e ambientais.

O somatório das capacidades da Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB), Força Aérea Brasileira (FAB) e Órgãos componentes que atuaram na Operação apresentou-se como uma importante força-tarefa para a redução dos crimes transnacionais, resultando em excelentes números de apreensões e aplicações de multas contra crimes agrícolas e ambientais.

 

Edição 2022

Nesta edição, a operação contou com 2.500 integrantes, entre militares e agentes envolvidos nas ações preventivas e repressivas, como postos de bloqueio e controle em estradas (vias urbanas e rurais), patrulha e inspeção de embarcações nos rios e área marítima e monitoramento aéreo da área de operação.

Além das ações repressivas, foram realizadas atividades de Ações Cívico-Social (ACISO) junto a população local, como apoio na manutenção das instalações de escolas públicas da região, visitação aos meios operativos do Corpo de Fuzileiros Navais, na cidade de Santa Terezinha do Itaipu (PR), visita de indígenas da Tribo Guarani e grupo dos Desbravadores Templários da 15º Companhia de Infantaria Motorizada, em Guaíra (PR), disponibilização de um canal direto de comunicação, com o objetivo de aproximar e receber as demandas da sociedade aos integrantes da Operação.

 

Números

A Operação Ágata Arco Sul – Sudeste 2022 encerra suas atividades com um balanço total de R$ 83,4 milhões em ilícitos, sendo de 1,2 tonelada de drogas (cocaína e maconha) apreendidas, 1,74 mil pacotes de cigarros contrabandeados, 22 prisões, R$ 24,2 milhões entre multas e materiais contrabandeados.

Essa entrega à sociedade brasileira culminou em uma percepção de aumento da segurança e presença do estado para 97 % dos entrevistados.

 

Atuação da FAB

A Força Aérea Brasileira participou da Operação com ações de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (IVR), Transporte Aéreo Logístico (TAL), entre outras, empregando mais de 100 horas de voo, com as aeronaves A-1M, KC-390 Millennium, R-99, C-105 Amazonas, P-3AM Órion , RQ-900, E-99, H-60, P-95M Bandeirulha e A-29 Super Tucano na prevenção e repressão dos crimes de contrabando, descaminho e narcotráfico, além de exploração mineral e garimpo ilegais, praticados na faixa de fronteira.

 

Via: Força Aérea Brasileira