• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Com entregas suspensas, pátio da Boeing em Renton fica lotado de aviões 737 MAX

É comum ver o pátio da Boeing em Renton (WA) lotado de aviões 737 MAX sendo finalizados, logo após saírem dos hangares de montagem final. Mas uma cena incomum foi fotografada nesta semana.

Depois da decisão da Boeing de manter a produção do 737 MAX, apesar da suspensão das entregas desde o dia 13 de março, a fabricante está recorrendo a cada canto da sua unidade de Renton para estocar os aviões já produzidos.

Vale ressaltar que a suspensão das entregas foi causada por dois acidentes do 737 MAX nos últimos 5 meses, com semelhanças entre eles e que causaram suspeitas sobre falhas no software do sistema MCAS da aeronave.

Algumas das fotos abaixo foram tiradas no Boeing Field, em Seattle, também localizada no estado de Washington.

A Boeing pode produzir até 52 aviões 737 MAX ou NG por mês, em um período de pico, e isso parece que já está afetando o seu espaço no pátio em apenas duas semanas de produção normal.

Apesar das entregas suspensas, a Boeing disse que vai continuar fabricando os aviões, e estocando as aeronaves que forem produzidas. O cronograma está sendo cumprido, sem diminuição da quantidade de aeronaves que são fabricadas por semana.

Os aviões que estão com a fuselagem verde ainda aguardam passar pelo processo de pintura. Esta coloração verde é uma camada protetora da fuselagem. Essas aeronaves estão especificamente em Renton.

O foco da Boeing é evitar problemas industriais e na cadeia de suprimentos, algo difícil de ser solucionado em poucos meses. Enquanto isso o pátio da Boeing em Renton está ficando lotado de aeronaves novas.

 

Via – Reuters

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.