Boeing 787 Lufthansa
Foto: Lufthansa

Prestes a se tornar o mais novo operador do Dreamliner, o primeiro 787 da Lufthansa conta com uma trajetória bastante peculiar que envolve por ironia do destino a rejeição dos seus primeiros operadores.

O futuro D-ABPA é um avião ‘novo’, entretanto,  está prestes a completar 3 anos desde que foi produzido, mas afinal, o que aconteceu?

Entregue em 27 de setembro de 2019, este 787-9 Dreamliner MSN 62730 foi encomendado originalmente como parte de um pedido de quatro aeronaves  para a operadora chinesa Hainan Airlines, porém, a companhia acabou cancelando o pedido em meados de 2019. 

Apesar de o primeiro operador ter rejeitado a aeronave, a Boeing rapidamente encontrou um novo destino para o 787, desta vez, a companhia indiana Vistara havia se comprometido adquirir seis unidades do 787-9 ao invés do A330neo.

Após receber a pintura da companhia indiana ainda em 2019, o futuro D-ABPA acabou sendo rejeitado mais uma vez. Segundo informações do Portal Simple Flying, o fato do 787 possuir uma configuração diferente do padrão acabou desagradando a Vistara e assim, mais uma vez o Dreamliner estava sem um operador. 

Boeing 787 Lufthansa
O mais novo 787 da Lufthansa chegou a ostentar a livery da Vistara. Foto: Jason Chen via Jetphotos

Praticamente sem atividades entre 2020 e 2021, principalmente por conta da crise mundial do coronavírus que afetou severamente toda a cadeia da aviação, o futuro do 787 MSN 62730 parecia estar cada vez mais incerto, principalmente após a Boeing encontrar problemas na produção do Dreamliner. 

Ainda que a aeronave tenha ficado 2 anos sem voar, a história teve um final feliz após a aeronave ter sido flagrada com as cores da Lufthansa em maio deste ano. O D-ABPA foi batizado de ‘Berlin’ e nas últimas semanas realizou uma série de voos de testes pela Boeing entre Everett (PAE) e Moses Lake (MWH), com destaque para um voo de longo curso para São Francisco (SFO). 

Com a expectativa de retomar as entregas do 787 no segundo semestre de 2022, parece que o D-ABPA finalmente vai encontrar o seu novo lar, iniciando uma nova era de jatos Boeing na Lufthansa. 

Com informações: Simple Flying