No dia 23 de Outubro, Dia do Aviador, nós da Aeroflap visitamos o hangar do 2º Esquadrão do CBMDF, onde fica sediado as aeronaves Air Tractor do Corpo de Bombeiros Militar que cumprem a missão de combate à incêndio.

As ações de combate à incêndios do CBMDF até 2011 eram feitas pelo 1º Esquadrão por meio dos helicópteros esquilos. Mas em 2012 chegaram as aeronaves Air Tractors que aumentaram a efetividade do esquadrão nos incêndios que na época dos meses de agosto a outubro, os focos são de fogo são grandes e a ajuda por meio aéreo é muito bem-vinda.

Fomos recebidos pelo Major Dias Silva, piloto de 39 anos que atua no 2º Esquadrão e no Corpo de Bombeiros a 21 anos.

O Maj Dias explicou dados técnicos do esquadrão, das aeronaves usadas, bem como das táticas necessárias para fazer as operações em segurança.

Atualmente o 2º Esquadrão fica sediado no Aeroporto de Brasília, em um hangar dividido com a Polícia Civil-DF.

A estrutura do esquadrão é composta por uma equipe de pilotos e mecânicos que em tempo chuva fazem manutenções nas aeronaves, voos de treinamento e afins.

Aqui na cidade de Brasília por aproximadamente 03 meses existe um grande período de estiagem com forte seca onde as queimadas aumentam bastante e se faz necessário o emprego das aeronaves.


Neste ano devidos as grandes queimadas o 2º Esquadrão do CBMDF auxiliou os combates a incêndios no Mato-Grosso.

 

Curiosidades:

O Air Tractor 800 é uma aeronave norte-americana e a que o CBMDF (Corpo de Bombeiros Militar) usa é exclusiva para combate a incêndio, mas existe a versão agrícola da mesma e uma versão militar.

“A aeronave é equipada por um motor PW PT6-67, turboélice de 1350 Cavalos, além de ter uma capacidade máxima de 1.400L de querosene o que dá uma autonomia de aproximadamente 6 horas.“A capacidade de transporte de água no tanque é de 3.100 litros, completa o Maj Dias”.

O controle de água é feito por um computador, na qual o piloto pode a quantidade de água que será lançada, bem como a abertura da comporta que pode variar de acordo com o comando do piloto.

O trem de pouso convencional permite que o Air Tractor opere em pistas não preparas além de fazer o avião ficar “robusto” e tem uma envergadura de quase 19 metros

O Maj Dias Silva nos explicou alguns detalhes da técnicos da aeronave, como por exemplo o peso máximo de decolagem do Air Tractor que é de 7.200kg (Tendo posto de aeronave monomotora convencional com o mais alto peso máximo de decolagem), sendo inclusive superior ao do Embraer 110, o Bandeirante, uma aeronave bimotora.

No Brasil apenas o Corpo de Bombeiros do DF e de Mato Grosso tem o Air Tractor para combates a incêndio, totalizando quatro aeronaves.

 

Confira nosso vídeo especial com mais detalhes e imagens da ação do 2º Esquadrão do CBM-DF que cumpre missões de combates a incêndios: