COMAC faz primeira apresentação pública em Airshow do C919

Foto - Xinhua News

A COMAC realizou nos últimos dias a primeira apresentação do seu novo C919 em um Airshow, realizado na China.

A apresentação do C919 ocorreu neste sábado (31/10) na província oriental de Jiangxi, durante a Convenção de Voo Nanchang. Essa foi a oportunidade da COMAC apresentar o seu principal desenvolvimento tecnológico no país, que compete diretamente com aviões da Boeing e Airbus.

Famosas empresas internacionais de aeronaves como Diamond, Piper, Embraer e Leonardo participaram da Convenção de Voo Nanchang, realizada no Aeroporto Yaohu em Nanchang, a capital da província.

O avião de treinamento L15 e os helicópteros AC311 e AC311A, todos produzidos em Jiangxi, também farão shows aéreos durante o evento, mostrando a capacidade da indústria chinesa.

Em 2019, no mesmo evento, cerca de 800 drones desenharam no céu da cidade um COMAC C919. Veja mais no vídeo abaixo.

 

O Comac C919

Foto – COMAC/Reprodução

O COMAC C919 é bem semelhante com o A320 da Airbus, medindo 38,9m de comprimento, 35,8 metros de asa, altura de aproximadamente 12m e largura de cabine de 3,9 metros. No geral está disposto 3 versões para compra que alcança de 156 passageiros até 174 quando em configuração de 1 classe com alta densidade, o seu projeto tem participação de empresas americana e europeias para construir diversos sistemas da aeronave, outro passo para a ocidentalização do COMAC.

A aeronave tem uma autonomia de 4075 km. Uma versão de longo alcance pode voar até 5555 quilômetros. A fabricante espera produzir cerca de 2000 aviões e já recebeu mais de 570 encomendas provenientes de 23 clientes, a maioria companhias aéreas da China que ganharam incentivo para comprar o jato. O C919 concorre diretamente com o 737 MAX 7 e o Airbus A320neo em capacidade de passageiros.


A Comac espera vender 2000 aviões C919 nos próximos 20 anos. Cerca 785 aeronaves já foram encomendadas, com um total de 27 clientes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA