A companhia Germania Fluggesellschaft, que tinha mais de 30 anos operando voos, anunciou que entrou ontem com um pedido de falência, encerrando assim as suas operações de voo.

O último voo da Germania a pousar foi o ST3711 para Nurnberg.

Karsten Balke, diretor da companhia, disse: “Infelizmente, fomos incapazes de levar nossos esforços de financiamento para cobrir uma necessidade de liquidez de curto prazo para continuar operando. Lamentamos muito que, consequentemente, a nossa única opção era pedir insolvência.”

“É claro que o impacto desta etapa afeta todos os nossos funcionários, é o que mais nos arrependemos. Todos eles, como equipe, sempre fizeram o possível para garantir operações de voo confiáveis ​​e estáveis ​​- mesmo nas semanas estressantes que estão atrás de nós. Eu gostaria de agradecer a todos do fundo do meu coração. Peço desculpas aos nossos passageiros que agora não podem realizar os seus voos pela Germania como planejado.”

Balke justificou que os problemas financeiros da Germania, que começaram a acontecer há pouco tempo, são reflexos de eventos imprevisíveis que afetaram as operações da companhia, como a alta nos preços dos combustíveis em um curto prazo durante o período de alta temporada, e a alta do dólar em relação ao Euro. A companhia também foi afetada por problemas de atrasos na entrada de novas aeronaves na frota, o que diminuiu a oferta e aumentou o número de aeronaves dependendo de manutenção.

Antes da falência a Germania transportava cerca de 4 milhões de passageiros por ano, atendendo 60 destinos. A companhia se distanciava do modelo Low Cost, e oferecia lanches, refrigerantes, revistas e um mínimo de 20 kg de bagagem gratuita em seus voos.

A companhia aérea suíça Germania Flug AG e a Bulgarian Eagle não são afetadas por este pedido de falência.

Para passageiros que reservaram voos diretamente com a Germania, infelizmente não há direito a substituir o transporte. Já para os que adquiriram através de empresas de turismo, podem entrar em contato com a respectiva empresa para remarcar a passagem.