Companhias aéreas da China já apresentam crescimento de tráfego aéreo acima de 2019

Air China
Foto - Divulgação

Pela primeira vez, desde o início da pandemia de COVID-19 em janeiro, as principais companhias aéreas da China representaram um crescimento no transporte de passageiros, comparando com os dados de 2019.

Isso indica também que as companhias Air China, China Southern Airlines e China Eastern Airlines estão em amplo crescimento no mercado de voos domésticos, apesar da pandemia que paralisou partes da China no início deste ano.

A Air China, por exemplo, transportou 7,78 milhões de passageiros em voos domésticos, um aumento de 1,3% comparando com setembro de 2019. Em comparação com agosto de 2020, a alta foi de 7%.

As outras companhias, China Southern Airlines e China Eastern, também transportaram mais passageiros em voos domésticos em comparação com setembro de 2019. Somente a China Southern, com sua gigantesca frota, transportou 11,1 milhões de passageiros em voos domésticos em setembro, alta de 2,5% em comparação com o mesmo período de 2019.

Pela limitação de fronteira em diversos países, e pelo próprio Governo da China, a demanda por voos internacionais ainda está baixa, salvando apenas pelo transporte de carga por aeronaves, que continua em alta.

As companhias aéreas chinesas também transportaram mais de 13 milhões de passageiros nas recentes férias da Golden Week no início de outubro. O número de voos operados ficou próximo ao registrado no mesmo período do ano passado, pouco antes da pandemia.

Vale ressaltar que no mercado doméstico de aviação nenhum país apresenta um crescimento semelhante no momento, com dados superiores ao mesmo período de 2019.


 

DEIXE UMA RESPOSTA