Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Um clássico bombardeiro pesado B-17E Flying Fortress da Segunda Guerra Mundial está à venda pelo “precinho” de US$ 9 milhões. Contudo, a aeronave se encontra desmontada em um galpão no estado de Washington (EUA). 

A aeronave foi construída pela Boeing em 1941, ano em que os Estados Unidos oficialmente entraram na Segunda Guerra após o ataque em Pearl Harbor. Todavia, esse bombardeiro nunca entrou em combate. Este B-17, na verdade, teve uma carreira longa nas Américas do Norte e do Sul, incluindo uma passagem pela Bolívia, quando era conhecido como “El Tigre”, afirma o portal Popular Mechanics. 

O quadrimotor chegou ao país sul-americano em julho de 1964, sendo operado pela Compania Boliviana de Aviacion com o registro CP-753. Em 1974 foi transferido para a Frigorificos Reyes, de La Paz, e em 1976 se acidentou ao pousar em San Borja. Em 1990, foi levado de volta aos Estados Unidos.

A aeronave tem o registro civil N12355 e segundo o vendedor Platinum Fighter Sales, 80% da aeronave foi restaurada. Este B-17E voou para o estado de Washington em 1998 para restauração. O acabamento até agora é inigualável. Se concluída com os mesmos padrões, será a melhor restauração B-17 do mundo. O projeto está substancialmente completo com os motores e hélices corretos”, aponta o site. 

A aeronave não viu combate na Europa ou no Pacífico. O N12355 passou o período nos EUA, onde foi usado pela Honeywell no desenvolvimento do Equipamento de Controle Automático de Voo (AFCE) C-1, um tipo de piloto automático. É concebível que este B-17 tenha desempenhado um papel no desenvolvimento de material de treinamento, incluindo a série de curtas-metragens ao vivo e animada de Walt Disney cobrindo o C-1. A Honeywell também manteve uma Escola de Aeronáutica no Campo de Wold-Chamberlain e o B-17 pode ter se envolvido em demonstrações nesta escola.”

Ao todo, 12,371 Fortalezas voadoras foram fabricadas pela Boeing suas subcontratadas Lockheed e Douglas. É um dos aviões mais famosos que serviram durante o maior conflito da história e esteve em serviço militar com 20 países, inclusive o Brasil. A Força Aérea Brasileira operou 13 B-17 entre 1951 e 1968 nas tarefas de reconhecimento e busca e resgate. 

DEIXE UMA RESPOSTA