Muitos podem achar improvável que o amor da sua vida esteja no assento ao lado, em seu voo. Mas parece que isso ocorreu na última segunda-feira, em no voo NZ441 da Air New Zealand entre Auckland e Wellington.

Uma mulher que decidiu não revelar seu nome e estava sentada no assento 17B, teve companhia do seu voo um homem desconhecido, que sentou no assento 17C, nesse curto voo de 50 minutos.

De acordo com testemunhas, ambos trocaram algumas palavras durante o voo, mas o curto voo impediu do papo seguir por mais horas.

Logo após o voo a irmã da mulher que estava no assento 17B, e acompanhou a mesma neste voo, entrou em contato com a Air New Zealand, com finalidade de descobrir e obter o contato do passageiro, visto que a irmã tinha esquecido de perguntar a ele o número de telefone.

A companhia tomou outra atitude, temendo quebrar a privacidade do jovem ao revelar de cara o nome, e se recusou a oferecer maiores dados do passageiro.

Então a irmã consultou o NZ Herald, para que o jornal localizasse o passageiro que estava a bordo.

A irmã disse que a mulher em questão é bastante exigente quando se trata de homens e, portanto, esse sujeito em particular se destacou:

“Para alguém chamar sua atenção é uma grande coisa… Então, se você é o homem do 17C, ela realmente gostaria de sair para tomar uma bebida e conversar um pouco mais… Ele era muito alto, bonito, tem cabelos escuros – eu não consigo me lembrar de que cor eram os olhos dele”.

O NZ Herald diz ter conseguido localizar o homem, que comentou:

“Gostei muito de conhecer as duas irmãs adoráveis, elas pareciam meigas e carinhosas. A mulher, em particular, tinha uma grande personalidade, era bonita, loira e divertida para conversar”.

O NZ Herald relata que a mãe do homem viu a noticia pela primeira vez e o contatou, visto que as informações oferecidas batiam com a história do homem, que estava viajando na segunda-feira para visitar sua mãe durante o período de natal.