Airbus ACH160
Airbus ACH160

O Airbus Beluga está em sua visita ao Brasil neste momento, para transportar o helicóptero ACH160. Além de ser a primeira aparição desse estranho avião no Brasil, também é a primeira vez que um helicóptero H160 aparece em nossa terra.

Desenvolvido pela Airbus para ser um helicóptero multifunção, com interior de luxo ou para missões militares, o H160 continua com os projetos flexíveis da Airbus, e agora trazendo uma extensa atualização tecnológica para o mundo da asa rotativa.

Segundo dados da Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG), existem mais de 2.500 aeroportos e 1.300 helipontos no Brasil utilizando serviços de aviação corporativa via jatos, turboélices, aviões a pistão e helicópteros.

E com um mercado de helicópteros tão movimentado, o Brasil foi o primeiro local da América Latina a registrar uma encomenda para o H160, ainda em 2018, quando o modelo estava sendo desenvolvido pela Airbus.

“Ficamos muito orgulhosos em concretizar a primeira venda do H160 para o Brasil. Estou certo de que o modelo será uma referência de mercado em aviação executiva e muitas outras missões, como serviços aeromédicos e transporte de passageiros para plataformas de petróleo”, afirmou na época Richard Marelli, presidente da Helibras.

 

O ACH160 da Airbus

A família ACH160 é projetada em três versões — Line, Line Lounge e Exclusive — para atender as diferentes necessidades desse exigente mercado, com diferentes níveis de customização e sofisticação inigualável para melhor se adequar ao estilo de vida de cada cliente.

A linha Line Lounge apresenta arranjos de assentos que são os principais diferenciais: dois bancos ACH com capacidade modular de assentos para quatro, seis ou oito pessoas; ou duas poltronas viradas para a frente com armário central e bancada viradas para trás.

Ele é personalizado com uma paleta de cores interna exclusiva, uma combinação de couro liso e perfurado para cabine e assentos do cockpit, inserções de acabamento carbono acetinado nas áreas centrais do teto e apoio de braço de nicho nas janelas, inserção de metal escovado acetinado e carpete de luxo na cabine e no compartimento de carga.

Foto: Eric Raz/Airbus.

Com 68 patentes, o H160 integra as mais recentes inovações tecnológicas da Airbus Helicopters destinadas a fornecer aos passageiros conforto superior graças às lâminas de redução de som Blue Edge e excelente visibilidade externa para passageiros e pilotos, sem mencionar os recursos de segurança adicionais fornecidos pela Helionix e recursos de assistência do piloto.

Um dos avanços notáveis, e que podemos observar na imagem abaixo, é um perfil de bordo de ataque incomum na família Airbus, derivado da tecnologia Blue Edge, e que promete reduzir uma das principais fontes de ruído dos helicópteros.

O recurso de pré-alerta de vórtice também aumenta a segurança ao avisar os pilotos quando eles entram em condições de voo que podem levar a um estado de anel de vórtice se eles não tomarem medidas imediatas. 

O H160 também inclui uma câmera de aleta de cauda, ​​sistema de flutuação de emergência Sea State 6 e janelas que excedem os requisitos de tamanho de saída de emergência Tipo IV da EASA.

O H160 oferece um volume interno 20% maior por passageiro, em comparação com os helicópteros de mesma categoria da geração anterior, e janelas 35% maiores do que seus concorrentes, resultando na cabine mais iluminada de sua classe.

O H160 tem uma velocidade máxima de 325 km/h e tem alcance de 850 km. Seu interior pode receber até 12 passageiros, e suporta uma carga útil total de até 1760 kg.

O consumo de combustível é reduzido em 15% em comparação com a classe anterior de motores para as mesmas operações, enquanto os custos de manutenção são reduzidos em quase 15% nas opções “fuselagem por hora” e “serviço por hora”.

Todo esse luxo custa aproximadamente US$ 14 milhões, ou 75,4 milhões de reais na cotação atual. Contudo, o preço pode ser bastante variável, devido ao número de upgrades e ao interior totalmente personalizável pelo cliente. Cada detalhe adicional acrescenta um valor adicional no preço do helicóptero.