Aeroporto Passo Fundo
Foto: Ricardo Botelho/Ministério da Infraestrutura

Um terminal de passageiros sete vezes maior, os novos pátio de aeronaves, pista de pouso e decolagens e taxiway, bem como a compra e a instalação de modernos equipamentos de controle aéreo, transformaram o Aeroporto Lauro Kurtz, no município gaúcho de Passo Fundo, em um dos maiores equipamentos do Rio Grande do Sul.

Agora, o norte do estado terá mais opções de conectividade para a capital Porto Alegre e outras unidades da Federação.

Iniciadas em 2020, as obras contemplam um novo terminal de 2.295 metros quadrados, menor apenas que os aeroportos Salgado Filho, em Porto Alegre, e de Caxias.

Aeroporto Passo Fundo
Foto: Ricardo Botelho/Ministério da Infraestrutura

Com a ampliação, ao custo de R$ 45 milhões, o novo terminal passou a ter capacidade de processar 300 passageiros nos horários de pico; antes eram 48. Agora, aeronaves de maior porte poderão chegar e decolar da cidade.

“Investimos forte na aviação regional para aumentar a conectividade e dar mais opções de destinos aos cidadãos de Passo Fundo e de todo o norte do Rio Grande do Sul. Ao mesmo tempo, a reforma e ampliação do aeroporto possibilitam que a economia da região se desenvolva da melhor maneira possível”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, que entregou o equipamento nesta sexta-feira (8).

Aeroporto Passo Fundo
Foto: Ricardo Botelho/Ministério da Infraestrutura

O aeroporto permite conexão do Norte gaúcho aos grandes centros urbanos do país. A região é destaque na produção agropecuária e na indústria de implementos agrícolas.

Os investimentos federais no modal aeroportuário no Rio Grande do Sul superam os R$ 52 milhões, aplicados nos aeroportos de Santa Maria, Caxias do Sul, Santo Ângelo, Santa Rosa, São Borja e Bagé.

 

Modelagem BIM

O Aeroporto de Passo Fundo é um dos aeroportos regionais do país que estão sendo modernizados conforme a metodologia. Trata-se de uma tecnologia de “construção inteligente”, que contempla, de forma digitalizada, todas as etapas do planejamento, da execução e da manutenção de uma obra ou infraestrutura, prevendo todo o seu ciclo de vida útil.

Aeroporto de Passo Fundo
Obras em andamento em Passo Fundo. Foto: Divulgação/DAP

Com a metodologia, os projetos são desenvolvidos com uma base de informação sólida e confiável, com a visualização adequada das soluções de engenharia para melhor interpretação e comunicação do projeto, além de maior acurácia do orçamento e planejamento de obra de forma mais realista.

O BIM permite ainda a identificação e solução de conflitos antes da execução de obra, assim como melhoria da qualidade no atendimento aos requisitos normativos do setor aeroportuário.

 

Via: Ministério da Infraestrutura