Covid-19

Na última quarta-feira (5), um voo fretado da EuroAtlantic oriundo da Itália com destino à Índia chamou a atenção logo no desembarque, quando ao realizar a testagem obrigatória na Índia, foi constatado que mais de 120 passageiros testaram positivo para a Covid-19.  

Curiosamente, o voo YU661 foi operado por um Boeing 767-300 entre o Aeroporto Internacional de Il Caravaggio, na Itália, e Amritsar, na Índia. Dos 173 passageiros transportados, 125 estavam infectados com o coronavírus.

Ainda segundo o jornal indiano Hindustan Times, na última sexta-feira (7), um segundo voo vindo da Itália com 285 passageiros, tiveram mais de 170 passageiros infectados com coronavírus após a realização do teste de Covid RT-PCR (e a tendência é que este número seja maior).

Entretanto, o fato da Itália ser considerado um país de “risco” para o governo indiano, é necessário durante o desembarque, que alguns passageiros realizem testes rápidos para a detecção do coronavírus, contudo, as autoridades não contavam com um alto índice de infectados.

De acordo com relatos locais, a surpresa pelos resultados positivos de Covid-19 acabou gerando uma pequena confusão entre o aeroporto e os passageiros, que alegaram que o embarque foi realizado com a apresentação de testes negativos realizados 72 horas antes do voo. 

Apesar do voo inusitado e embora a apresentação de testes negativos de Covid-19 em voos internacionais seja uma obrigatoriedade quase unânime no mundo todo, chama a atenção o fato de, em ambos os voos, mais da metade dos passageiros estarem infectados com o coronavírus. 

Com informações: Hindustan Times

DEIXE UMA RESPOSTA