Dados sobre a Embraer começam a vazar após ataque aos servidores da empresa

Embraer
Foto - Embraer

O site ZDNet divulgou nesta última segunda-feira (07/12) mais detalhes sobre a recente invasão que a Embraer sofreu em seus sistemas internos.

De acordo com informações do site, a invasão foi liderada pelo grupo Defray777, conhecido por utilizar um ransomware de nome RansomExx para invadir servidores de empresas e órgãos governamentais.

Os primeiros dados da invasão já foram divulgados, uma retaliação do grupo ao fato da Embraer ter recusado pagar pelo resgate dos arquivos.

Entre os dados divulgados na Dark Net estão registros de funcionários, contratos comerciais e fotos de simulações de voo. O grupo ainda divulgou um código-fonte utilizado pelo sistema do servidor principal da Embraer, que autentica que essas informações estavam disponíveis no local divulgado.

A Embraer disse que o referido ataque cibernético foi identificado em 25 de novembro de 2020, o qual indisponibilizou o acesso a apenas um único ambiente de arquivos da empresa.

A fabricante Brasileira ainda declarou que não há um real impacto nas suas operações ou nos seus dados sigilosos, como resultado desse ataque.

 

DEIXE UMA RESPOSTA