Falcon 8XSIGINT deverá entrar em serviço até 2025-Foto: Dassault

Paris utilizou a Dassault e a Thales para fornecer três aeronaves de inteligência de sinais (SIGINT) baseadas no jato executivo Falcon 8X, de acordo com o requisito ARCHANGE.

O projeto verá o sistema Thales CUGE instalado em duas aeronaves inicialmente, com um terceiro a seguir, dizem as duas empresas.

A Direção Geral de Armamento da França (DGA) adjudicou o contrato em 30 de dezembro, com as declarações da empresa em 14 de janeiro.

Uma imagem emitida pela Dassault mostra o sistema CUGE alojado em uma carenagem de canoa sob a fuselagem dianteira do jato. 

“O contrato cobre as duas primeiras aeronaves do programa”, diz Thales. “O CUGE será finalmente implantado por três aeronaves Falcon X, construídas pela Dassault Aviation, para substituir as duas aeronaves Transall C-160 Gabriel em serviço com a Força Aérea Francesa a partir de 2025”.

Ele observa que o futuro campo de batalha será cada vez mais complexo, exigindo sistemas de vigilância que permitam tomar decisões rapidamente. Acrescenta que o CUGE permite a detecção e análise simultâneas de sinais de rádio e radar, usando as antenas de “multipolarização” da empresa suportadas pela inteligência artificial.

Uma plataforma de treinamento em terra está incluída no programa.


“A missão especial dos Falcons fornece a ilustração perfeita das duas competências da Dassault Aviation: nossas aeronaves civis se beneficiam das tecnologias de ponta desenvolvidas para nossas aeronaves de combate, que em troca se beneficiam dos processos industriais implantados para a produção altamente competitiva do Falcon. aeronaves ”, diz Eric Trappier, presidente e diretor executivo da Dassault Aviation.

Fonte: Flight Global

DEIXE UMA RESPOSTA