Deputado utiliza avião irregular para viajar até Brasília, e pede reembolso do governo

Uma aeronave está sendo alvo de uma parte de investigação, após um político utilizar ela várias vezes como táxi-aéreo. O avião, um Piper Seneca V, não poderia exercer o transporte como táxi-aéreo, mesmo assim o político em questão usou três vezes.

O deputado federal Charles Fernandes (PSD-BA) utilizou em este avião (PP-FRV), ao custo de R$ 45 mil em três viagens. Duas foram realizadas em fevereiro, e uma em março, pouco antes da quarentena.

O Seneca V foi alugado a partir de uma pessoa física, César Fernandes Neto, sem ser contratado por um táxi-aéreo. Além disso, o deputado solicitou o reembolso à câmara dos deputados pelos R$ 45 mil gastos.

A informação foi publicada pelo site O Antagonista, que entrevistou o deputado. Em sua versão ele confirma as viagens, e nega saber da situação irregular do avião para esses transporte.

Em todas as vezes o avião voou entre Brasília e Guanambi, no interior da Bahia. O deputado disse que mora nessa cidade, e se desloca para o local rotineiramente, porém de carro.

Veja a versão completa em O Antagonista.

 

DEIXE UMA RESPOSTA