Foto - Dnata/Divulgação

Com a chegada de mais 20 tratores elétricos, a dnata, empresa de ground handling presente nos cinco continentes, já está operando com frota 100% elétrica no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Os 15 primeiros novos equipamentos chegaram em setembro do ano passado, depois foram mais cinco unidades e, agora no começo de maio, o restante da frota entrou em operação. Pouco a pouco a frota diesel foi sendo substituída até ser tirada de circulação completamente.

O investimento total na nova frota verde é de R$ 7,2 milhões e a ideia da empresa é substituir toda a frota a diesel nos 26 aeroportos em que opera no país por veículos elétricos.

Os tratores são usados para rebocar carretas de malas, carga e correio e foram selecionados após avaliação de inúmeras questões técnicas e ambientais. Os benefícios são inúmeros quando comparados com os atuais tratores a diesel.

Foto – Dnata/Reprodução

Estes equipamentos são muito mais versáteis nas manobras e deslocamentos em solo, não geram nenhuma emissão de poluentes, são muito mais seguros e confortáveis, não geram nenhum tipo de ruído quando em funcionamento, ou seja, operam silenciosamente, contribuindo inclusive para a saúde dos operadores que sofrem diariamente com o ruído intenso dos tratores convencionais.

“Estamos muito contentes com a frota 100% elétrica e o movimento agora se espalha pelo país, a exemplo do que a dnata vem fazendo em todo o mundo. Fico feliz por estamos contribuindo para reduzir a emissão de poluentes em nossas operações em solo”, disse Ricardo Morrison, CEO (chief executive officer) da dnata no Brasil.

Mensalmente, a dnata atende 3.180 voos de clientes regulares só no Aeroporto Internacional de Guarulhos e mais de 16.000 voos em todo o Brasil.