EASA aprova aumento de peso máximo de decolagem no Airbus A330-900neo

Airbus A330

A Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA) aprovou o aumento do peso máximo para decolagem (MTOW) no Airbus A330-900neo. Antes o peso era de no máximo 242 toneladas e agora passou a ser de 251 toneladas.

O aumento vai gerar um melhor alcance e economia de combustível para a aeronave e seus operadores. “Com a nova variante de peso de 251 toneladas, o A330neo está mais flexível do que nunca para atender às necessidades atuais e futuras”, disse o engenheiro chefe do A330, François Kubica.

Com 251 toneladas de MTOW, a aeronave pode realizar voos de 13330 km, mesmo com 440 passageiros a bordo, como na configuração da Air Asia X, companhia aérea de lançamento desta aeronave

A permissão da EASA foi possível depois que a Airbus trabalhou para fortalecer a estrutura dos trens de pouso do A330neo. As modificações foram feitas no trem de pouso dianteiro e principal, o que irá gerar um ciclo maior para essas aeronaves. Um check pesado e completo antes era previsto em 10 anos, e hoje passou a ser de 12 anos.

Com 50 aeronaves já entregues, a Airbus vai entregar o primeiro modificado para a Corsair da França. Ao todo, a fabricante possui mais de 300 encomendas somente para a versão -900neo. A Airbus reforça dizendo que a família A330 é ideal para voos intercontinentais de longa distância.

“Com esta nova oferta do A330-900, as operadoras terão o alcance e a capacidade necessários para capitalizar em rotas mais longas enquanto racionalizam suas frotas. A nova opção MTOW torna o A330-900 o ajuste perfeito para rotas mais longas do transpacífico ou da Ásia-Europa”, disse a Airbus.

A Airbus disse ainda que o A330neo, em comparação a geração anterior é 25% mais eficiente em termos de emissão de CO2. Isso graças as modificações feitas nas novas asas do avião e nos motores maiores e econômicos. 


 

DEIXE UMA RESPOSTA