Em apenas 24 meses, Índia consegue perder 13 aviões militares em acidentes

Destrosos de um dos caças indianos abatidos no conflito Índia-Paquistão- AP Photo/Mukhtar Khan

Realmente, nos últimos meses nos assustamos com o volume de acidentes de aeronaves militares indianas, e agora o Governo da Índia, através de um inquérito oficial aberto para apurar problemas, apontou que 13 caças foram perdido desde janeiro de 2017.

Além do prejuízo imenso, outro ainda maior está em jogo neste inquérito, as 21 mortes e 19 vítimas de ferimentos derivadas destes acidentes.

O objetivo do inquérito é apontar erros no treinamento dos tripulantes militares, e também problemas relacionados à manutenção das aeronaves, evitando mortes e problemas financeiros do país em desenvolvimento.

Além disso, o relatório direcionado à IAF aponta como sobrenatural que nos dois anos anteriores o país tenha perdido seis caças, uma aeronave de transporte e mais uma de treinamento e dois helicópteros. Os acidentes com aviões militares são recorrentes na Índia, e podem acontecer a qualquer momento.

Boa parte desses acidentes são causados pelo sucateamento da Força Aérea Indiana (IAF), que tem uma péssima infraestrutura de manutenção nas aeronaves. Muitos dos relatórios apontam falha mecânica antes o piloto abandonar um caça pelo assento ejetável, em muitos casos pode resultar na morte do próprio piloto.

Em alguns casos, militares em solo permitem a entrada de civis nos campos de treinamento, gerando problemas e acidentes, que aumentaram o número de mortos.

DEIXE UMA RESPOSTA