A tensão envolvendo a Venezuela aumentou desde a última semana, e a seguinte questão foi levantada. Qual o poder de fogo dos Venezuelanos quando falamos da Força Aérea?

A FAV opera os caças SU-30MKV2, uma aeronave de fabricação russa, de grande autonomia, poder de fogo, manobrabilidade e cobertura radar. De fato é uma aeronave muito boa dentro do cenário da 4 geração.

A FAV também está equipada com caças F-16A/B de fabricação norte-americana, que apesar de ser de uma versão mais antiga, ainda tem as qualidades dos Falcons, como velocidade e agilidade.

Partindo para um cenário terra-ar, a Venezuela tem os mísseis S-300VM, de fabricação russa, um armamento com um grande poder de fogo podendo atingir alvos a 30 km de altura, o que podemos considerar como um sistema de abate bem considerável.

Porém há várias suposições sobre os caças, um delas é que muitos não estão voando por falta de manutenção e peças. No caso dos SU-30MKI acredita-se que apenas 20 caças estejam operacionais, localizados na Base Aérea Luis del Valle Garcia.

Já do lado dos caças F-16A/B o número é menor, há apenas um total de 13 unidades, apenas sete caças F-16 estão prontos para uso.