Legacy 450. Foto - Divulgação/Embraer

A Embraer fará début do novo design de assentos para os jatos executivos Legacy 450 e Legacy 500 na 18a EBACE, exposição e convenção europeia da aviação executiva (do inglês, European Business Aviation Conference and Exhibition) em Genebra, na Suiça, de 29 de maio até 31 de maio.

Recentes inovações anunciadas incluem a melhor altitude de cabine da categoria, de 5.800 pés, novo design de assentos com mais ampla seleção de opções e preparação para o Sistema de Navegação Aérea Futura (do inglês FANS—Future Air Navigation System).

Em apoio à FAA (Federal Aviation Administration) e seus investimentos em NextGen para a modernização do Sistema Aeroespacial Nacional nos Estados Unidos, a Embraer agora está oferecendo aos clientes de Legacy 450 e Legacy 500 a tecnologia FANS 1/A+, que permite comunicação via conexão de dados entre pilotos e controle de tráfego aéreo.

Este item opcional ficou disponível para clientes do Legacy 450 e Legacy 500 no quarto trimestre de 2017 e já foi incorporado em aeronaves que estão em operação.

Mais um avanço em comunicações para o Legacy 450 e o Legacy 500 é o mais moderno sistema de conectividade ar-terra da Gogo, o AVANCE L5, que permite que clientes da Embraer se beneficiem de taxas mais altas de velocidade de acesso à Internet via redes 4G.

O sistema AVANCE L5 permite conectividade de downlink de até 9.8Mbps, com cobertura total dos Estados Unidos continental e áreas do Alaska e do Canadá. No primeiro trimestre de 2018, esta opção ficou disponível para clientes de Legacy 450 e Legacy 500 e já foram implementadas em aeronaves.

Novo interior. Foto – Embraer

A Embraer introduziu novos assentos para o Legacy 450 e o Legacy 500. A intensa interação com clientes resultou em inovações ergonômicas por meio de melhorias no design dos apoios de pernas, ajuste lombar, aquecimento e massagem, e a adição de suportes laterais nos apoios para cabeça.

Os novos assentos também oferecerão mais opções de personalização de estilos de costura, texturas de materiais de couro e aplicações de cores. Estas novas opções estarão disponíveis para clientes recebendo suas aeronaves no segundo semestre de 2018.

A altitude máxima de cabine do Legacy 450 e Legacy 500 era de 6.000 pés quando o nível de voo é 45.000 pés. A pressurização diferencial da cabine foi aumentada de 9.3 psi para 9.73 psi para reduzir a altitude máxima de cabine para 5.800 pés. O sistema de controle ambiental da aeronave também preserva a altitude de cabine ao nível do mar enquanto o nível de voo estiver abaixo de 27.050 pés.

Os dois jatos são equipados com um sistema de comandos de voo eletrônico full fly-by-wire, manche lateral de controle (sidestick) e a suíte de aviônicos Rockwell Collins Pro Line Fusion em quatro telas planas LCD de alta resolução, de 15,1 polegadas, completamente digital, além de funcionalidades como cartas e mapas eletrônicos Jeppesen e visão sintética. Recursos opcionais incluem o E2VS (Embraer Enhanced Vision System), que contém o HUD (Head-Up Display) e o EVS (Enhanced Vision System).

Os Legacy 450 e 500 são equipados (cada) com dois modernos motores Honeywell HTF 7500E, de baixo consumo de combustível.

Com quatro passageiros e reservas IFR NBAA, o Legacy 450 é capaz de voar 2.900 milhas náuticas (5.371 quilômetros), o que permite voos sem escalas de São Francisco a Honolulu, São Paulo a Bogotá, Moscou para Mumbai, Nova Deli para Cingapura, Cingapura para Pequim, Pequim para Kuala Lumpur, ou Hong Kong para Alice Springs (Austrália).

Decolando de uma pista tão curta quanto 4.084 pés (1.245 m), o Legacy 500 tem um alcance de 3.125 milhas náuticas (5.788 quilômetros), com quatro passageiros a bordo, nas condições NBAA IFR, o que permite voos sem escalas, de São Paulo a Caracas (Venezuela), Los Angeles (EUA) a Honolulu (Havaí), Teterboro (EUA) a Londres (Inglaterra).

DEIXE UMA RESPOSTA