A Embraer conseguiu que a liminar, que proibia uma assembleia entre investidores nesta terça-feira, fosse revogada pela Presidência do Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

“Desse modo, não há qualquer óbice para a realização da Assembleia Geral Extraordinária da companhia convocada para o dia 26 de fevereiro de 2019”, disse a Embraer em nota aos investidores.

A empresa agora pode realizar a assembleia ainda nesta terça-feira, onde investidores da empresa vão debater sobre a fusão com a Boeing. O resultado dessa assembleia pode permitir que o processo de fusão para a criação da Joint-Venture NewCo continue.

A decisão foi fruto de um recurso da Embraer, que foi contra a decisão emitida pela Justiça Federal de São Paulo na última semana.