Embraer
Foto - Embraer

A Embraer apresentou nesta sexta-feira (05/11) seus resultados financeiros relativos ao 3º trimestre de 2021, onde apresentou bons números, mostrando a retomada do mercado de aviação.

No 3T21, a Embraer entregou nove aeronaves comerciais e 21 executivas (14 jatos leves e sete grandes), totalizando 32 jatos comerciais e 54 executivos (36 jatos leves e 18 grandes) entregues nos primeiros nove meses de 2021 (9M21).

Foto: Embraer

Após uma sólida atividade comercial no período, em todos os segmentos de negócio, a carteira de pedidos firmes (backlog) encerrou o trimestre em US$ 16,8 bilhões. No 1º trimestre de 2021 a Embraer tinha um backlog de US$ 14,1 bilhões.

A Receita líquida atingiu R$ 5.010,4 milhões no 3T21, representando aumento de 22% em relação ao 3T20 com crescimento de dois dígitos em todos os segmentos de negócio. A principal parte da receita no 3º trimestre foi com a divisão de serviços e suporte ao cliente (R$ 1.4 bilhão), enquanto a divisão de jatos executivos ficou na segunda posição (R$ 1.3 bilhão), seguida das divisões de jatos comerciais (1.27 bilhão) e aeronaves militares (R$ 916,5 milhões).

No 3T21, excluindo-se os itens especiais, o EBIT e EBITDA ajustados foram de R$ 183,0 milhões e R$ 410,7 milhões, respectivamente, levando a margens ajustadas de 3,7% e 8,2%. Nos 9M21, a margem EBIT ajustada foi de 3,7% e a margem EBITDA ajustada foi de 8,8%.

No 3T21, a Embraer apresentou Prejuízo líquido ajustado (excluindo-se impostos diferidos e itens especiais) de R$ 179,7 milhões e Prejuízo por ação ajustado de R$ 0,24.

De acordo com Antonio Carlos Garcia, CFO da Embraer, o prejuízo líquido no 3T21 foi causado pelo pagamento de juros da dívida da Embraer. A empresa diz que continua trabalhando para diminuir a sua dívida, e reduzir o pagamento de juros, aumentando assim o lucro ao longo dos próximos trimestres.

No 3T21, a Embraer gerou Fluxo de caixa livre de R$ 123,3 milhões, resultando em um Uso de caixa livre de R$ (872,0) milhões nos 9M21. Pela primeira vez em mais de 10 anos a Companhia gerou Fluxo de caixa livre positivo no terceiro trimestre, que é sazonalmente fraco.

A geração de Fluxo caixa livre nos dois últimos trimestres representou uma melhora significativa em comparação aos mesmos períodos do ano anterior, dada uma melhor rentabilidade e eficiência do capital de giro, particularmente em relação à gestão de estoque.

A Embraer encerrou o trimestre com caixa total de R$ 13,6 bilhões e dívida líquida de R$ 9,8 bilhões.

Dado o Fluxo de caixa livre acima das estimativas iniciais ao longo dos 9M21, a Embraer está revisando sua estimativa para que ele seja de US$ 100 milhões ou maior, sem considerar fusões e aquisições ou desinvestimentos, a partir da estimativa anterior que era entre US$ (150) milhões e zero.

A Embraer reiterou suas demais estimativas financeiras e de entregas para 2021: entrega de 45 a 50 jatos comerciais e de 90 a 95 jatos executivos; Receita líquida consolidada de US$ 4,0 a US$ 4,5 bilhões; Margem EBIT ajustada de 3,0% a 4,0% e Margem EBITDA ajustada de 8,5% a 9,5%.

Na comparação entre o 3T21 e o 3T20, o dólar norte-americano teve uma depreciação média de -3% em relação ao real brasileiro, o que gerou pequeno impacto nos resultados e despesas apresentados.

A dívida líquida da Embraer no final do 3º trimestre era de US$ 1,8 bilhão, abaixo do caixa da empresa, de US$ 2,5 bilhões.

 

RELEASE COMPLETO PARA DOWNLOAD NO LINK:

https://embraer.bynder.com/share/97923778-2AAD-4CA4-8F99B9314D9DF0FB/

DEIXE UMA RESPOSTA