Emirates tripulantes Comissário de bordo
Foto - Divulgação Emirates

A última seleção da Emirates para comissários de bordo foi bastante concorrida. Cerca de 300 mil candidatos se inscreveram nas seleções desde agosto de 2021, e com certeza a companhia aérea não conseguirá chamar todos.

A Emirates precisou reduzir o seu quadro de funcionários durante a pandemia, e com base nesta seleção, quer completar 6000 novos tripulantes de cabine no final do ciclo, que vai deste mês até março de 2023.

Um porta-voz da companhia também revelou que o Emirates Aviation College atualmente organiza treinamento para cerca de 120 novos funcionários a cada semana.

Em fevereiro e março deste ano a Emirates realizou seleções presenciais de comissários de bordo no Brasil e em Portugal.

Como destaque do processo de seleção, a Emirates não exija que o comissário de bordo tenha curso na área, no entanto, o inglês deve ser fluente, e outras línguas são um diferencial no currículo. A companhia também não aceita menores de 21 anos.

Outras características também são consideradas no exigente processo seletivo da Emirates, como altura mínima de 160 centímetros (cerca de 5 pés e 3 polegadas) e a solicitação de que os candidatos não tenham tatuagens visíveis. Todo o treinamento é realizado em Dubai, onde o futuro funcionário trabalhará.

O salário inicial é de US$ 2.700 (AED 9.770), e pode subir de acordo com as horas de voo e o tempo de empresa.

 

Com informações do The Nacional.