• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Empresa fundada por brasileiros destaca a importância na hora de escolher peças de reposição na Indústria Aeronáutica

Aloia
Foto divulgação

Em setembro deste ano, um dos maiores fabricantes de motores aeronáuticos do mundo, a CFM Internacional, foi vítima de um dos maiores escândalos envolvendo peças de reposição aeronáuticas em decorrência da falsificação de documentos.

O fato de o setor aéreo ser um dos mais seguros e rígidos do mundo, explica como o problema das peças adulteradas foi rapidamente descoberto a partir de uma empresa do Reino Unido que está sendo investigada.

A distribuição das peças defeituosas afetou diretamente empresas aéreas dos Estados Unidos e Austrália, impactando na confiabilidade parcial dos motores que alimentam aeronaves do modelo Boeing 737 e Airbus A320, sendo os dois modelos mais presentes nas rotas domésticas no mundo. 

Por conta do escândalo, empresas aéreas e agências reguladoras da aviação entraram em alerta, evidenciando a crescente atuação de empresas na comercialização de peças e produtos paralelos, ferindo diretamente os requisitos de segurança, e mesmo assim, acabam sendo um atrativo pelo baixo preço no mercado negro.

Tatiana Aloia e Tobias Aloia

Tatiana Aloia e Tobias Aloia

Neste sentido, a Aloia Aerospace Inc., uma empresa fundada nos Estados Unidos em 2015 pelos irmãos Tobias e Tatiana Aloia, e especializada em peças e materiais de reposição para a Indústria Aeronáutica, destaca a importância na hora de contratar uma empresa prestadora de serviços na distribuição de peças, alertando como a circulação de peças indevidas pode afetar diretamente na cadeia global da aviação.

O uso de peças não autorizadas pode não só comprometer o funcionamento de partes vitais de um avião, mas também colocar em risco toda a integridade física da tripulação e passageiros, podendo avançar para uma tragédia.

Há também outro problema: o diagnóstico na descoberta de peças adulteradas pode resultar no aterramento preventivo da frota de aeronaves, ocasionando atrasos ou até mesmo cancelamentos de voos e afetar na confiabilidade dos clientes na hora de escolher os seus fretamentos.

Prestando serviços e atendimento especial para aeronaves executivas, regionais e comerciais, a Aloia nos seus 8 anos de existência foi um dos destaques do MRO Asia-Pacific Aviation Week, uma das principais feiras de manutenção aeronáutica, que aconteceu em Singapura entre os dias 26 e 28 de setembro de 2023.

A Aloia está acompanhando as principais tendências no mercado asiático, que nos próximos anos será o responsável por liderar a demanda global no fluxo de passageiros, necessitando uma maior demanda de pilotos, aeronaves e técnicos de manutenção nos próximos 20 anos.

A empresa fechou o ano de 2022 com faturamento de 22 milhões de dólares, representando um crescimento de mais de 80% ao ano.

Para 2024, a empresa prevê o crescimento de cerca de 25%, graças ao ampliamento da atuação em diversos mercados estratégicos, como os Estados Unidos e Japão. A expectativa dos sócios é operar com a Aloia em todos os continentes, sempre mantendo seu alto padrão de excelência no atendimento aos clientes.

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.