A empresa arrendadora de aeronaves e frete aéreo, Atlas Air Worldwide Holdings, relatou uma perda para 2019 ao anotar partes de sua frota devido ao menor negócio de carga durante o ano.

A prejuízo líquido foi de US$ 293,1 milhões, refletindo uma taxa especial no cash de US$ 503,1 milhões. A receita em 2019 aumentou ligeiramente para 2,7 bilhões, ante 2,6 bilhões no ano anterior.

“Os resultados reportados no quarto trimestre e no ano de 2019 refletiram principalmente um encargo especial não monetário associado à redução da frota de aviões 747-400 da empresa devido às condições de frete aéreo e macroeconômicas globais, resultando em menores rendimentos e utilização de 747-400 cargas comerciais, bem como a disposição de determinadas aeronaves e motores não essencial seco Leasing”, diz a empresa em comunicado no dia 20 de fevereiro.

Foto – Atlas Air

Diante disso, o fornecedor global de serviços operacionais de aeronaves e aviação terceirizados espera que 2020 seja melhor, apesar dos problemas globais em andamento em torno do comércio e da crise de coronavírus de curto prazo.

“Olhando para o futuro, prevemos que nosso desempenho financeiro em 2020 será uma melhoria em relação 2019”, disse o chefe executivo John Dietrich.

“Nosso foco permanece sobre Express, e-commerce, os militares dos EUA e dos mercados de crescimento mais rápido, onde a demanda por nossas aeronaves e serviços é sólido. Como a cadeia de fornecimento global reequilibra, vamos continuar a alavancar o nosso negócio significativo charter comercial para capitalizar sobre a demanda do cliente”, acrescenta.

O coronavírus, que dizimou o transporte aéreo no norte da Ásia desde dezembro, também teve um efeito negativo nos resultados da empresa, mas a Atlas diz que não é possível quantificar isso no momento.


“A indústria de frete aéreo, como a maioria dos outros, está experimentando os impactos da epidemia coronavírus infeliz”, diz Dietrich. “Os efeitos ainda não foram totalmente determinados e, portanto, nossa visibilidade para o ano inteiro à frente está evoluindo.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA