Especial: A cena triste, mas belíssima, dos aviões estocados nos Aeroportos do Brasil

Aeronaves da LATAM na área remota do Aeroporto de Congonhas.

No momento atual a aviação mundial está passando por um momento histórico e que nunca ocorreu antes, infelizmente gerando uma crise sem precedentes paras as empresas do setor.

Como resultado, nas últimas semanas acompanhamos diversas companhias aéreas estacionando os seus aviões, devido à baixa demanda por voos, visto que vários países entraram em lockdown e alguns até fecharam as fronteiras, como o Brasil.

No Brasil, as companhias aéreas cancelaram cerca de 92% dos voos regulares em abril, e no momento que produzimos este conteúdo especial, em meados de maio, cerca de 87% dos voos regulares ainda são estavam reestabelecidos.

Logicamente com essa drástica redução na oferta, muitas aeronaves ficaram estocadas em diversos aeroportos do Brasil, com maior concentração desses aviões em Congonhas, Guarulhos, Galeão, Confins e Brasília.

Vale ressaltar que quando a principal preocupação das companhias aéreas era o custo de manter mais de 100 aviões em solo, para cada uma, o governo deu uma solução, com Medida Provisória nº 945, de 4 de abril de 2020, que libera o estacionamento de aviões em bases militares. São cerca de 370 aviões de companhias aéreas brasileiras que estão sem uso.

Mas mesmo com medidas para possibilitar que as companhias aéreas reduzissem os custos, ainda é possível encontrar muitos aviões nos pátios de aeroportos, principalmente em São Paulo, como mostraremos nas fotos abaixo, produzidas pela fotógrafa e spotter Gisele Orquídea da Equipe Aeroflap.

As fotos foram capturadas em solo e durante um voo de helicóptero, com todas as devidas autorizações do controle de tráfego aéreo.


 

Aeroporto de Congonhas – São Paulo

Em Congonhas é possível encontrar uma grande quantidade de aeronaves de médio porte, dos modelos Airbus A320 e Boeing 737, estacionadas no pátio da remota, e até mesmo na área das pontes de embarque.

Também há uma grande concentração de aeronaves nas regiões dos hangares de manutenção da GOL, LATAM e Avianca. Curiosamente, os antigos hangares da Vasp já estão sendo demolidos, para “abrir espaço” no Aeroporto de Congonhas.

Também é possível notar que as companhias utilizam medidas mínimas de estocagem, para preservar e conservar as suas aeronaves.

Vale ressaltar que o Aeroporto de Congonhas é administrado pela Infraero, uma empresa estatal (do governo), que pode oferecer maior flexibilidade nos descontos pelo armazenamento desses aviões em solo. Isso pode justificar o maior número de aeronaves em comparação com o espaço disponível.

 

Aeroporto de Guarulhos – São Paulo

O Aeroporto de Guarulhos pode não ser o maior do Brasil em área, mas tem um pátio consideravelmente mais generoso em comparação com Congonhas. Por este motivo, as fotos estão “mais espaçadas”, sem uma grande concentração de aeronaves em somente um ponto, exceto pela área nas proximidades dos hangares de manutenção.

Em frente ao Hangar da American Airlines há uma grande concentração de aeronaves da GOL, enquanto a LATAM utiliza seu próprio hangar, e o pátio em frente, para as suas aeronaves.

Também há uma presença massiva de aviões em um outro pátio, localizado em frente ao Terminal 3.

Mais perto do Terminal 1, há um conjunto de aeronaves da Azul, aparentemente estocadas, apesar da companhia concentrar a sua frota nos hubs (Viracopos e Confins).

 

Queremos agradecer à Flapper, que opera voos fretados, por oferecer toda a plataforma e facilidade de execução deste voo, realizado em total segurança.

 

Nota do Editor: A função desta matéria, que foi realizada com uma grande participação da equipe do Portal Aeroflap, não é denegrir ou manchar a imagem de nenhuma companhia aérea brasileira.

Desejamos para todas elas, e principalmente para os funcionários, que este período seja encarado da melhor forma, com poucas demissões e prejuízos para o setor, e que a retomada seja rápida e constante.

O nosso intuito em produzir este conteúdo, que consumiu duas semanas de planejamento e criação, é apenas trazer ao nosso público uma curiosidade em forma de entretenimento e informação.

 

Produção do Texto: Pedro Viana 

Fotos e vídeos: Gisele Orquídea

Edição das fotos: Pedro Viana 

Edição do Vídeo: Matheus Felipe

DEIXE UMA RESPOSTA