(Reuters) A Israel Aerospace Industries (IAI) disse nesta quarta-feira (25) que assinou um acordo com a Etihad Engineering para estabelecer uma instalação em Abu Dhabi, que converterá aviões de passageiros Boeing 777-300ER em aviões de carga.

A nova instalação, que funcionará no centro de manutenção da empresa em Abu Dhabi, visa atender à crescente demanda por grandes jatos de carga.

“Não apenas vemos a demanda, mas a vemos como uma solução mais ecológica, mais lucrativa e altamente inovadora para nossos clientes de companhias aéreas e uma excelente maneira de agregar valor ao nosso negócio”, Tony Douglas, presidente-executivo do Etihad Aviation Group, disse em um comunicado.

A demanda por conversões de aviões de carga tem aumentado com o aumento do comércio eletrônico, juntamente com o declínio no valor dos aviões usados ​​durante a pandemia de COVID-19.

A estatal IAI atualmente converte aeronaves de passageiros Boeing 737, 747 e 767 para uso de carga. A empresa informou que está desenvolvendo um método de conversão para o Boeing 7773-00ER, e espera concluir o processo de certificação em 2023.

Este Boeing 777-300ER está sendo modificado para transportar carga, e participará do programa de certificação.

O Boeing 777-300ERSF é um projeto de conversão do 777-300ER para operações cargueiras, realizado pela IAI e a GECAS, esta última a financiadora do projeto. 

O 777-300ERSF aproveita as capacidades da maior versão da família 777, e promete substituir uma ampla gama de aviões cargueiros, como o Boeing 747-400F, aproveitando o preço reduzido dos aviões 777-300ER usados.

É possível apontar que a capacidade salta de aproximadamente 151 m³ para 201 m³, em comparação com o 777F, enquanto o payload cresce de 102000 kg para aproximadamente 128000 kg a bordo, semelhante ao Boeing 747-400F.

 

DEIXE UMA RESPOSTA