• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

EUA, Boeing e Northrop testam sistema de defesa antimísseis

Lançamento de um míssil do sistema de defesa antimísseis GMD. Foto: Agência de Defesa de Mísseis.
Lançamento de um míssil do sistema de defesa antimísseis GMD. Foto: Agência de Defesa de Mísseis.

A Agência de Defesa de Mísseis ao lado da Boeing e Northrop Grumman realizou nesta segunda-feira (11) um teste bem-sucedido do sistema de mísseis antibalísticos dos Estados Unidos, o chamado Ground-Based Midcourse Defense (GMD). 

Um alvo simulando um míssil balístico de alcance intermediário (IRBM), fornecido pela Northrop, foi derrubado por um Veículo Extra-atmosférico de Abate por força cinética, ou EKV, lançado, durante o segundo estágio da sequência de voo do míssil. O alvo representativo foi lançado por via aérea a partir da Broad Ocean Area e o interceptor foi disparado a partir da Base da Força Espacial de Vandenbergna Califórnia.

O teste validou a configuração de incremento de capacidade 6B do GMD, que dá aos operadores de defesa contra mísseis mais tempo, espaço e flexibilidade para interceptar ameaças de mísseis balísticos ao território dos EUA.

Durante a avaliação, o GMD processou dados de vários sensores para identificar e caracterizar a ameaça IRBM, desenvolveu uma solução defensiva e lançou o veículo de interceptação para negar a ameaça.

“Este teste bem-sucedido é importante porque abre uma janela de oportunidade para interceptar ameaças ao nosso país”, disse Debbie Barnett , vice-presidente de Mísseis Estratégicos e Sistemas de Defesa da empresa. “Estamos comprometidos em melhorar continuamente a capacidade do sistema GMD para atender às necessidades de defesa antimísseis em rápida evolução da nação”.

A Boeing, em parceria estratégica com a Northrop, tem apoiado o programa GMD como principal integrador de sistemas desde a sua criação em 1998, através de desenvolvimento, testes, operações e manutenção. Atualmente implantado em vários locais dos EUA, o GMD é o primeiro e único sistema operacional de defesa antimísseis para defender os EUA contra ataques de mísseis balísticos de médio e longo alcance.

Com informações de Boeing e Northrop Grumman

 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.