Uma situação incomum ocorreu nos escritórios da SpaceX no Texas, quando um sujeito chamado JB Waggoner, um fã declarado da empresa, passou uma noite inteira na prisão por tirar fotos “muito próximas” do protótipo Starship.

O fato ocorreu em um fim de semana em que Waggoner estava visitando a base de Boca Chica, na República Dominicana, e, para registrar o momento, decidiu fazer uma selfie com o protótipo do Starship ao fundo. Aparentemente, algumas informações em relação à sua estrutura não deveriam ser reveladas ainda, por esse motivo a publicação do fã causou desconforto para a empresa de Elon Musk.

 

Para realizar a ação, o homem precisou se aproximar demais do foguete, o que pode ser visto claramente em uma das fotos que ele divulgou. Pouco tempo depois de compartilhar a imagem em suas redes sociais, ele foi preso e acusado de “violação de privacidade”.

Em seguida, ele se aproximou do Starhopper, um outro protótipo da empresa que foi criado com o objetivo de ajudar o Starship a transportar mais de 100 pessoas para a superfície da Lua e de Marte.

 

“Eles me prenderam. Me levaram para a cadeia e eu passei a noite com outros sete homens em uma cela de concreto, dormindo no chão e me sentindo bastante desconfortável”, declarou Waggoner.

Ele continuou: “Ninguém se aproximou para me alertar, vi pessoas trabalhando à distância e em nenhum momento alguém me avisou ou me proibiu de tirar as fotos”. “Uma criança poderia ter feito facilmente o que eu fiz, nunca pensei que fosse algo ruim, se soubesse disso, nunca as publicaria em meu Facebook“. A publicação foi retirada das redes sociais para que não cause mais problemas.

Via- Olhar Digital


DEIXE UMA RESPOSTA