Red Bull FAA
Foto: Red Bull/Divulgação

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) abriu uma investigação contra a Red Bull após uma tentativa malsucedida da troca simultânea de dois pilotos que estavam a bordo de duas aeronaves Cessna 182

Denominado “Plane Swap”, a manobra trata-se de uma acrobacia onde os pilotos saltam de suas respectivas aeronaves e em pleno ar, com o objetivo da troca de avião e retomada do voo, controlando o mergulho e seguindo para o pouso seguro em solo.

Entretanto, o evento transmitido ao vivo não saiu como o planejado, sendo que um dos pilotos não conseguiu retomar o controle de uma das aeronaves, e assim, um dos Cessna 182 acabou se chocando com o solo. O piloto saiu ileso. 

Reveja o evento no vídeo abaixo:

 

“Uma das duas aeronaves monomotor Cessna 182 usadas na acrobacia caiu após perder o controle. O piloto escapou em segurança ao acionar o paraquedas. O outro piloto recuperou o controle da segunda aeronave e pousou com segurança”, disse a FAA.

Agora, a FAA está analisando o acidente com os aviões envolvidos, pois a Administração negou uma isenção de regulamentos responsável pela operação segura das aeronaves e a realização das acrobacias. 

Além disso, a FAA alego que uma possível concessão da isenção para a operação atípica “não é de interesse público suficiente”,  sendo assim, não impedindo que a Red Bull continue fazendo tal manobra, desde que tenha um piloto adicional e esteja em conformidade com os regulamentos da FAA.