Bombardier American Airlines PSA EUA
Foto: AirlinesFleet

A Administração Federal de Aviação (FAA) propôs um regulamento para exigir que os comissários de bordo tenham um período de descanso mais longo entre os turnos. A proposta aumentaria o período de descanso para 10 horas consecutivas quando agendada para um período de serviço de 14 horas ou menos.

Atualmente, os comissários de bordo são obrigados a ter 9 horas consecutivas em seu período de descanso. Em 2018, sob a Lei de Reautorização da FAA, o congresso norte-americano orientou a FAA a aumentar o período mínimo de descanso dos comissários de bordo com direito programado de 14 horas ou menos em voos domésticos. A Lei de Reautorização também exigiu que a FAA proibisse uma redução do período de descanso sob qualquer circunstância. 

Em setembro de 2019, a FAA convidou o público a enviar comentários iniciais antes de sua regra proposta divulgada hoje. A FAA também realizou a divulgação com as transportadoras aéreas às quais os novos requisitos se aplicariam.

Com isso, o público tem 60 dias para comentar a minuta da regra uma vez publicada no Registro Federal. A FAA publicará uma regra final após o encerramento do período de comentários.

Via: FAA

DEIXE UMA RESPOSTA