FAA solicita inspeção e correção de componente em 1200 aviões Airbus A320

Airbus

O Airbus A320, e aeronaves da mesma família, agora precisa de uma nova correção de acordo com a FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos).

De acordo com a Diretriz de Aeronavegabilidade emitida pela FAA, o A320neo e aeronaves da mesma família podem sofrer um problema de rachadura na parte de acessórios que ficam fixados à moldura inferior do pára-brisas do cockpit. Nesta ocasião, a rachadura pode causar uma ruptura repentina da moldura, resultando em uma descompressão da aeronave.

O problema afeta cerca de 1000 aviões de acordo com a FAA. Todos esses receberam uma modificação de fábrica, e precisarão passar por reparos agora, após uma inspeção a cada 8300 ciclos de voo.

Todos esses procedimentos já foram solicitados para as companhias aéreas pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), e também pela ANAC do Brasil.

A FAA recomenda para as companhias uma inspeção da peça listada na diretriz. Se os técnicos identificarem alguma rachadura, a substituição deverá ser realizada.

Somente em inspeções as companhias aéreas afetadas devem gastar o montante de US$ 1,94 milhão. Ao todo são 1203 aviões operando nos EUA que devem passar por essa inspeção.

Cada reparo solicitado à Airbus deverá custar cerca de US$ 411 mil, de acordo com os dados divulgados pela FAA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA