FAB Esquilo Helicóptero
H-50 Esquilo do Esquadrão Gavião disparando uma metralhadora .50. Foto: Cabo Feitosa/FAB.

Uma troca de aeronaves vai permitir que a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Marinha do Brasil (MB) recebam quase trinta helicópteros. Trata-se do programa TH-X: 12 helicópteros H125 Esquilo serão destinados à FAB e outros 15 do mesmo modelo para a Marinha. 

O plano foi revelado nesta segunda-feira (23) pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, durante um café da manhã em Brasília. 

Esquilo Helicóptero Marinha do Brasil
UH-12 Esquilo. Foto: Marinha do Brasil.

O TH-X está sendo negociado junto a Airbus, fabricante dos helicópteros. A coordenação é realizada pela FAB e os recursos vem do Ministério da Defesa.

O programa TH-X é baseado em uma alteração contratual do programa HX-BR dos helicópteros H225M Caracal da Airbus, fabricados no Brasil pela Helibras. FAB e MB vão abrir mão de uma unidade cada do H225, que serão trocados pelos H125 Esquilo.

Apesar da troca, o Brigadeiro não deixou de falar das características positivas do H225M, destacando sua participação em missões humanitárias. 

O H-50 Esquilo é usado pela FAB na formação de novos pilotos de helicóptero. Foto: FAB.

A MB deve cancelar a compra do 5º H225M naval, designado UH-15A Super Cougar, mais caro e completo que o H-36 Caracal da FAB. Desta forma, a Marinha recebe 15 helicópteros Esquilo, enquanto a FAB deverá receber 12.

O objetivo do programa é substituir os antigos H-50 Esquilo da Força Aérea e os IH-6B Jet Ranger da Marinha, ambos usados na formação de novos pilotos de helicópteros das respectivas instituições. Os novos H125 da Marinha também vão substituir seus próprios UH-12 Esquilo mais antigos. 

O Exército Brasileiro (EB) também vai cancelar um de seus HM-4 Jaguar, mas não vai receber mais Esquilos. No caso do EB, haverá uma ampliação do contrato de suporte logístico junto a Airbus Helicopters/Helibras. O EB optou assim por ter modernizado sua frota de helicópteros HA-1 Esquilo/Fennec AvEx. 

IH-6B Jet Ranger III. Foto: Marinha do Brasil.

Este é mais um exemplo do estreitamento das relações entre as três Forças Armadas. Recentemente foi anunciada a base conjunta em Belém, onde serão operados helicópteros H-36, HM-4 e UH-15. Esta aquisição/troca realizada por FAB e Marinha pode servir como base para um futuro centro de instrução integrado para estas forças.