FAB Dia da Vitória Força Aérea
Foto: Sargento Viegas/CECOMSAER

Homenagear aqueles que, em sacrifício, bravura e glória, defenderam a honra da Pátria e os ideais de liberdade e democracia. Esse foi o objetivo da cerimônia cívico-militar, realizada nessa quarta-feira (18/05), no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, localizado no Rio de Janeiro (RJ).

O evento recordou o término da Segunda Guerra Mundial com a entrega da Medalha da Vitória às Organizações Militares e personalidades que contribuíram para a difusão dos feitos heroicos da campanha expedicionária brasileira.

A solenidade foi presidida pelo Ministro da Defesa, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira; e contou com a presença de Ministros de Estado; dos Comandantes da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos; do Exército Brasileiro, General de Exército Marco Antônio Freire Gomes; e da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; de Oficiais-Generais das Forças Armadas; de ex-combatentes e veteranos das Forças Armadas; dentre outras autoridades militares e civis.

Na ocasião, o Ministro Paulo Sérgio Nogueira destacou que a vitória na guerra tem significado até hoje.

“Essa data tão importante para a humanidade representa o triunfo da democracia sobre a tirania e inspira as novas gerações a refletirem acerca do heroísmo dos marinheiros, dos soldados e dos aviadores, que combateram pela nossa liberdade. Assim, é possível afirmar que as Forças Armadas honraram a confiança nelas depositada pelo povo brasileiro, tal como fizeram em toda história do Brasil e como continuam fazendo até hoje”, pontuou.

 

Homenagens e desfile

Na cerimônia, autoridades e ex-combatentes das três Forças realizaram a aposição de uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido. Foram agraciadas com a Medalha da Vitória Organizações Militares e personalidades que contribuíram para a difusão dos feitos heroicos do maior conflito bélico do século XX. As homenagens foram comentadas pelos veteranos presentes.

“É muita nostalgia rever nossos colegas e lembrar de uma época em que tivemos brasileiros lutando e defendendo nossa Pátria. Todos os ex-combatentes merecem o nosso respeito sem sombra de dúvida”, ressaltou o Soldado Veterano Davi Tito da Costa, que prestigiou o evento.

A solenidade foi encerrada com o desfile das tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. O grupamento da FAB no evento foi constituído pelo Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial do Rio de Janeiro, desfilando com o estandarte do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA), que participou da campanha na Segunda Guerra Mundial.

Houve, ainda, a passagem de duas aeronaves F-5M e o desfile de viaturas históricas pertencentes ao Clube de Veículos Militares antigos do Rio de Janeiro.

 

Monumento Nacional

O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial faz parte do conjunto paisagístico do Parque Brigadeiro Eduardo Gomes – Parque do Flamengo – ambos tombados pelo Instituto Nacional do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – IPHAN, em 28 de julho de 1965. 

O Monumento aos Pracinhas presta homenagem à memória dos 467 soldados brasileiros mortos em combate durante a Segunda Guerra Mundial, na Itália. Em 1960, seus restos mortais foram transladados da Itália para o Brasil e depositados no mausoléu construído no subsolo do monumento.

 

Dia da Vitória

Também conhecido como Dia da Vitória na Europa ou V-E Day, esta data é uma homenagem ao fim da Segunda Guerra Mundial, com a derrota da Alemanha Nazi e a vitória do grupo de países conhecidos por Aliados.

Em 8 de maio de 1945 chegava ao fim o período de seis anos que durou a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), com a derrota dos nazistas que dominavam grande parte do continente europeu na época.

 

Medalha da Vitória

Criada pelo Decreto nº 5.023, de 23 de março de 2004, a Medalha da Vitória destina-se a agraciar militares das Forças Armadas, civis nacionais, militares e civis estrangeiros, policiais e bombeiros militares, organizações militares e instituições civis nacionais, nacionais ou estrangeiras, que tenham contribuído para a difusão dos feitos dos ex-combatentes durante a Segunda Guerra Mundial, participado de conflitos internacionais na defesa dos interesses do país, integrado missões de paz, prestado serviços relevantes ou apoiado o Ministério da Defesa no cumprimento de suas missões constitucionais.

 

Fotos: Sargento Viegas / CECOMSAER

Via: Força Aérea Brasileira