Um marco tecnológico para a Força Aérea Brasileira (FAB). Nesta quarta-feira (16), a FAB realizou uma demonstração da Campanha de Ensaio em Voo do Sistema Link-BR2: projeto de desenvolvimento que vai ampliar a capacidade de comunicação das aeronaves. O evento ocorreu na Ala 3, em Canoas (RS).

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) e a empresa AEL Sistemas apresentaram o desenvolvimento do Projeto Link-BR2 ao Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que estava acompanhado do Comandante da Ala 3, Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, e de outros Oficiais-Generais da Força Aérea Brasileira e do Ministério da Defesa.

A aeronave F-5M, pertencente ao Primeiro Esquadrão do Décimo Quarto Grupo de Aviação (1º/14º GAV) – Esquadrão Pampa, foi preparada com equipamentos e antenas para a instalação do sistema, que permitirá à FAB a comunicação, em tempo real, entre vetores aéreos e estações de Comando e Controle.

A comunicação pela qual o sistema é desenvolvido será realizada por meio de protocolo criptografado e com alto grau de segurança, proporcionando o compartilhamento de mensagens e outras aplicações operacionais, permitindo a ampliação da consciência situacional de todos os participantes da rede, no ar e no solo. 

O Comandante da Aeronáutica comentou sobre a importância da implantação do Sistema para a FAB. 

“O Link-BR2 realmente vai ser um divisor de águas nas comunicações mais modernas, de dados e de voz, que muito contribuirá com os exercícios e operações que são realizados pelas nossas Forças: Marinha, Exército e Força Aérea”, informou.

De acordo com o Presidente da COPAC, Major-Brigadeiro do Ar Valter Borges Malta, o Projeto Link-BR2 visa à comunicação, em tempo real, entre vetores aéreos e estações de Comando e Controle.

“A realização da Campanha de Ensaios em Voo é uma etapa muito importante de todo o projeto, pois concretiza anos de trabalho e desenvolvimento de vários setores da FAB e da Empresa. O sistema Link-BR2 é uma realidade e, futuramente, estará embarcado nos caças F-39 Gripen que atualmente estão sendo desenvolvidos na Suécia e no Brasil”, destacou o Oficial-General.

O piloto de ensaio do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), Tenente-Coronel José Ricardo Drozdz, que pilotou o F-5M com o sistema embarcado nesta quarta-feira (16), explicou sobre os avanços trazidos pela nova tecnologia.

“Para a Força Aérea, o sistema Link-BR2 trará um ganho operacional inigualável, visto que todas as aeronaves que estiverem no Teatro de Operações terão capacidade de receber informações e também enviar mensagens e dados para as estações de solo, de forma a aumentar a consciência situacional de todos os envolvidos nas operações”, disse.

Além da COPAC, o Projeto Link-BR2 conta com as gerências temáticas do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE); do Comando-Geral de Apoio (COMGAP); do Comando de Preparo (COMPREP); do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER); do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA); do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA); do Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER); e do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI).

 

Visita às instalações da AEL

Antes do voo de demonstração, na manhã desta quarta-feira (16), a comitiva visitou as instalações da Empresa AEL Sistemas, em Porto Alegre, onde é desenvolvido o Projeto Link-BR2.

Representantes das Forças Armadas conheceram de perto áreas de desenvolvimento e produção de aviônicos e sistemas, bem como assistiram à uma demonstração de interoperabilidade entre equipamentos de comunicação utilizados pela Marinha, Exército e Força Aérea Brasileira, a exemplo do Rádio Definido por Software de Defesa (RDS-Defesa).

O Diretor de Programas da AEL Sistemas, Leonardo Martins Vegini, comentou sobre o evento.

“A visita do Comando da Aeronáutica, juntamente com representantes do Ministério da Defesa, representa muito para a empresa AEL Sistemas, pois a gente pôde apresentar todos os desenvolvimentos que temos junto à Força Aérea, como o Gripen, o KC-390, o Link-BR2, as aeronaves remotamente pilotadas e a parte de comunicação. Então, foi algo muito relevante, que culminou com a demonstração em voo do sistema do Link-BR2, que trará muitas capacidades adicionais e operacionais para a Força Aérea Brasileira e que nos orgulha muito como brasileiros”, declarou.

 

Campanha de Ensaios em Voo

Após um extenso período de preparação e planejamento, no dia 1º de dezembro, na Ala 3, ocorreu o primeiro voo de uma aeronave da FAB como participante da Campanha de Ensaio em Voo do Projeto Link-BR2, marcando o seu início. 

Durante o mês de novembro, equipes da FAB estiveram no Rio Grande do Sul a fim de verificar as fases de desenvolvimento do projeto e realizar as atividades preparatórias para o início da Campanha de Ensaios em Voo.

O voo foi realizado por equipagem do IPEV que, em coordenação com a empresa e com representantes do COMPREP e COPAC, cumpriu as primeiras avaliações do sistema.

O Piloto de ensaio da FAB e Diretor do IPEV, Coronel Aviador Marcelo Zampier Bussmann, realizou o primeiro voo no F-5M, com o sistema Link-BR2 embarcado.

“A integração do sistema mostrou-se muito robusta, não havendo problemas de interferência com os sistemas já incorporados na aeronave F-5M. É uma grande satisfação poder voar pela primeira vez um sistema concebido por inúmeras pessoas da FAB, desenvolvido por empresa brasileira e que vai contribuir de forma definitiva para prover consciência situacional no Teatro de Operações e geral vantagem tática no combate aéreo”, destacou o Oficial.

A previsão é que o projeto seja finalizado em 2021. O mesmo sistema será aplicado no novo caça da FAB, o F-39 Gripen, e, de forma estratégica, nas demais aeronaves operacionais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA