Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Força Aérea Brasileira FAB

Uma aeronave C-105 Amazonas da Força Aérea Brasileira (FAB), operada pelo Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação (1º/9ºGAV) – Esquadrão Arara, transportou para Natal (RN), nessa segunda-feira (22), 70 concentradores de oxigênio.

A carga, pesando 2.130 quilos, foi levada de Manaus (AM) e será usada como alternativa aos cilindros, uma vez que sua função é manter os níveis de oxigênio dos pacientes acima de 90%.

Os insumos foram fornecidos pelo Governo do Amazonas, com o apoio do Ministério da Saúde (MS) e o Ministério da Defesa (MD).

Os equipamentos chegaram à Base Aérea de Manaus (BAMN) por volta das 13h30. Ao finalizar o carregamento, a aeronave decolou às 14h10 (horário de Brasília). Após aproximadamente sete horas de voo, o C-105 Amazonas pousou na Base Aérea de Natal, em Parnamirim (RN), por volta das 21 horas.De acordo com a Coordenadora de Administração e Infraestrutura da Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte, Francisca Zilmar de Oliveira Fernandes, os concentradores serão distribuídos a 12 municípios do Estado, incluindo Natal.

“Nesse momento de crise que estamos vivendo, principalmente pela dificuldade logística para abastecer os municípios, os equipamentos chegam em boa hora”, disse.

A Superintendente Regional do Ministério da Saúde no Rio Grande do Norte, Midya Emily Gurgel de Souza Targino, explica que a Organização tem atuado na integração de entidades e do poder público na tentativa de facilitar a aquisição de equipamentos necessários ao tratamento da COVID-19.

“Essa ação é uma forma do Governo do Amazonas demonstrar gratidão ao estado do Rio Grande do Norte, visto que já que recebemos em nosso estado 55 pacientes amazonenses, que foram tratados e alguns já retornaram aos seus lares”, afirmou.

 

Operação COVID-19

Por meio do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) que está permanentemente ativado, a FAB cumpre as missões que têm como objetivo minimizar os impactos do novo Coronavírus no sistema de saúde.

O Transporte Aéreo Logístico da FAB integra as ações da Operação COVID-19, acionada pelo Ministério da Defesa, em uma cooperação com o Ministério da Saúde.