FAB transporta mais de 25 toneladas de materiais hospitalares para Manaus

Duas aeronaves C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) realizaram, neste sábado (02/05), ação de Transporte Aéreo Logístico em apoio à Operação COVID-19. 

A missão interministerial, coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas (COC) do Ministério da Defesa, em apoio ao Ministério da Saúde, visou transportar os insumos para auxiliar no combate ao novo Coronavírus. 

Os aviões, pertencentes ao Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1°/1°GT) – Esquadrão Gordo, transportaram mais de 25 toneladas de materiais hospitalares sendo: cilindros de oxigênio, respiradores, medicamentos e álcool em gel, de Guarulhos (SP) para Manaus (AM).

A primeira aeronave, o FAB 2476, decolou da Base Aérea de São Paulo (BASP) às 12h25 (horário de Brasília) e pousou na Ala 8 – Base Aérea de Manaus, às 18h30, transportando 175 cilindros de oxigênio, 06 respiradores e aproximadamente 400 kg de medicamentos.

Já o segundo avião, o FAB 2475, também decolou da BASP às 16h55 (horário de Brasília) e pousou em Manaus às 22h30. Transportava 12.832 kg de álcool em gel e 25 cilindros de oxigênio. Os cilindros serão reabastecidos em Manaus para redistribuição.

Os medicamentos, álcool em gel e respiradores foram entregues à Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas, com o objetivo de auxiliar no enfrentamento da pandemia.

Segundo o Comandante de uma das Aeronaves, Capitão Aviador Renan Nunes Leão, é muito gratificante poder utilizar a capacidade do Esquadrão para contribuir com essa missão. “Apoiar a missão COVID-19 é um orgulho para nós do Esquadrão. Sabemos da necessidade da população e com muita satisfação realizamos mais um voo nas asas da FAB para levar ajuda aqueles que necessitam”, afirmou.


Para o Sargento Anderson Alves Nascimento, rádio-operador da aeronave, é uma grande satisfação participar de uma missão de âmbito nacional. “É sempre bom estar na linha de frente dessa missão, ajudando e transportando nas asas da Força Aérea o auxílio a quem precisa”, declarou.

 

 

OPERAÇÃO COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente.

A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19. As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

DEIXE UMA RESPOSTA