Isocontainer de oxigênio sendo carregado em um cargueiro KC-390. Foto: FAB/Divulgação.

Na última sexta-feira (19) um KC-390 Millennium do Esquadrão Zeus (1º GTT) da Força Aérea Brasileira realizou o transporte de um contêiner isotanque de oxigênio líquido, pesando 15 toneladas e contendo o equivalente a 51 metros cúbicos de volume.

A aeronave decolou da Base Aérea de Manaus às 13h40 (horário de Brasília) e levou a carga para a Base Aérea de Porto Velho, onde pousou às 14h30. 

De acordo com o Superintendente do Ministério da Saúde em Rondônia, Ivo Mendonça, o oxigênio recebido será utilizado para o abastecimento de todos os 52 municípios de Rondônia. “O Ministério da Saúde vai realizar esse trabalho em conjunto com a Força Aérea Brasileira enquanto perdurar essas necessidades de abastecimento de oxigênio aos pacientes internados. Daremos todo o apoio.”

Foto: FAB/Divulgação.

Para o Chefe da Seção de Operações do 1º GTT e Comandante da missão, Major Aviador Bruno Américo Pereira, essa é uma oportunidade de estabelecer o suporte logístico de oxigênio para o Estado de Rondônia com a aeronave KC-390 Millennium. “É sempre motivo de orgulho e uma tarefa muito gratificante para o Esquadrão ajudar a população Brasileira”, destacou o Oficial.

Mais tarde, já na madrugada de sábado (20), a FAB utilizou dois aviões C-105 Amazonas do Esquadrão Arara (1º/9º GAv) para transportar 18 pacientes com COVID-19 para Manaus.

Foto: FAB/Divulgação.
Foto: FAB/Divulgação.

Uma primeira aeronave transportou 15 pessoas de Porto Velho para Manaus, decolando às 02h10 e pousando às 04h15. No segundo voo, que decolou de Rio Branco (AC) às 01h30, foram transportados outros três pacientes, pousando na capital do Amazonas às 04h25. 

Ainda nessa semana um C-130M Hércules do Esquadrão Gordo FAB transportou 11 toneladas de insumos da Cruz Vermelha para Rio Branco. Já no Rio Grande do Sul, um C-95M Bandeirante do Esquadrão Pégaso realizou o transporte de 20 respiradores de Canoas para Santa Maria.

Via Força Aérea Brasileira.