FAB/Divulgação

A Força Aérea Brasileira (FAB) integra a Operação Gota que visa controlar e manter a eliminação ou erradicação de doenças imunopreveníveis em todo o território brasileiro, contribuindo para a qualidade de vida da população. A intenção é, por meio das aeronaves da FAB, promover o transporte de profissionais de saúde e de vacinas até comunidades de difícil acesso no sudoeste amazonense.

De julho a outubro deste ano a Operação Gota atendeu 107 comunidades, 3.532 pessoas foram vacinadas e 6.093 vacinas aplicadas.

Missões no Amazonas

O Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (7º/8º GAV) – Esquadrão Harpia, sediado na Base Aérea de Manaus (BAMN), participou da Operação Gota Médio Solimões, no período de 4 a 23 de outubro. Os voos, realizados com o helicóptero H-60L Black Hawk, saíram a partir dos municípios de Eirunepé (AM) e Carauari (AM), e atenderam também os municípios de Envira (AM) e Itamarati (AM).

Devido à impossibilidade de acesso fluvial em virtude do baixo nível dos rios, tornando-os inavegáveis, a ação conjunta do Ministério da Saúde e do Ministério da Defesa é fundamental para levar a presença do Estado nessas comunidades.

Neste período, 25 comunidades ribeirinhas e 35 tribos indígenas foram atendidas, totalizando 2.631 pessoas atendidas e 3.131 vacinas aplicadas.

FAB/Divulgação

Caracterizada por ser uma região com meteorologia instável e locais de pouso com  complexidade, essa operação só foi possível devido o transporte de vacinadores, subordinados ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), e de materiais utilizados para a vacinação, por meio de helicópteros da FAB.  

Foram atendidos os municípios de Eirunepé, Carauari, Itamarati e Envira, além das comunidades indígenas de diversas etnias, como por exemplo, Kunamari, Kulina, Deni, Katukina e Kocama.

O Capitão Aviador Hideyuki Simplicio Kitayama participou como comandante da aeronave e falou sobre a sensação de fazer parte deste tipo de missão. “O sentimento é de extrema satisfação profissional e pessoal. Estamos ajudando a levar esperança aos brasileiros que vivem em uma das regiões mais remotas do País”, relatou.

Durante o mês de setembro, aconteceu a Operação Gota Médio Rio Purus, quando 1.910 vacinas foram aplicadas e 47 comunidades atendidas. E, entre julho e agosto, ocorreu a Operação Gota Oriximiná, com 1.052 vacinas aplicadas, 901 pessoas vacinadas e, 128 pessoas transportadas. Todas as missões também foram realizadas pelo Esquadrão Harpia.

FAB/Divulgação

Integração

Este tipo de apoio, por parte da FAB, em comunidades isoladas, iniciou-se em 1993, após a notificação de surtos de sarampo em populações indígenas nas regiões do Rio Purus, Juruá e Solimões. Desde então, consolidou-se a realização da multivacinação anual, atendendo ao calendário básico do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Via FAB

DEIXE UMA RESPOSTA