Usina será usada para o tratamento de pacientes de COVID-19. Foto: FAB/Divulgação.

Um C-130M Hércules da Força Aérea Brasileira realizou o transporte de uma usina de geração de oxigênio na última segunda-feira (29).

O equipamento de 14.5 toneladas foi levado de Manaus (AM) para Belém (PA) em caráter emergencial e será instalado no Hospital de Campanha da cidade, montado no Hangar do Centro de Convenções da Amazônia, para o tratamento de pacientes com COVID-19.

Foto: Ministério da Defesa/Divulgação.

No domingo (28), um KC-390 Millennium transportou dez cilindros de oxigênio líquido de Manaus para Porto Velho (RO). A cidade também recebeu, anteriormente, contêineres isotanques de grande capacidade e cilindros de oxigênio gasoso. 

Tanques de oxigênio líquido sendo carregados no KC-390 da FAB. Foto: FAB/Divulgação.

No mesmo dia, outro C-130M levou 347 cilindros de oxigênio gasoso de Guarulhos (SP) para Sinop (MT). O material foi levado para o Hospital Regional Jorge de Abreu sob escolta de militares do Exército Brasileiro.

Cilindros de oxigênio gasoso são carregados em um C-130. Foto: Ministério da Defesa/Divulgação.

Além das ações da FAB, o Exército Brasileiro realizou trabalhos de desinfecção nos dias 15, 23 e 25 de março. A Escola Municipal Sargento João Délio dos Santos, em Duque de Caxias (RJ), a delegacia de Polícia Federal, o Centro de Hematologia do Ceará e demais locais públicos na região do Cariri, nos municípios de Juazeiro do Norte e Crato, receberam limpeza por unidades do EB. 

As ações das duas instituições fazem parte da Operação COVID-19 do Ministério da Defesa. 

Via Ministério da Defesa