• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

FAB usa seu maior avião para transportar brasileiros e estrangeiros da Turquia para o Brasil

Mesmo Airbus KC-30 da FAB que transportou equipes de busca e resgate trouxe brasileiros e estrangeiros da Turquia para o Brasil.
Mesmo Airbus KC-30 da FAB que transportou equipes de busca e resgate trouxe brasileiros e estrangeiros da Turquia para o Brasil. FAB/Divulgação.

A Força Aérea Brasileira (FAB) proporcionou um grande alívio para 17 pessoas, entre elas nove brasileiros e oito estrangeiros, que estavam na Turquia e tiveram a oportunidade de ir para o Brasil nesse sábado (11/02), em um dos voos mais longos de transporte aerologístico. Acionada pelo governo brasileiro na quarta-feira (08/02), a FAB transportou para o país europeu, 42 profissionais bombeiros, da área médica e da Defesa Civil e cerca de 10 toneladas de carga, com o objetivo de prestar apoio humanitário à população turca, que segue abalada por terremotos sentidos na região nos últimos dias. 

Na volta, a aeronave KC-30 realizou o transporte dessas 17 pessoas. A ação teve a coordenação do Ministério das Relações Exteriores, da Embaixada e do Consulado do Brasil na Turquia. A Conselheira Fabiana Arazini explicou detalhes da movimentação para levar os brasileiros e estrangeiros para o Brasil. “A operação contou com a ajuda de outros brasileiros e turcos envolvidos, que têm pessoas na região e que puderam dar apoio, principalmente com o transporte dessas pessoas para a área afetada, que é muito difícil o acesso”.

Durante o voo, muitas histórias foram compartilhadas, principalmente sobre a tragédia que vitimou milhares de pessoas na região que divide os países Turquia e Síria. Uma delas foi a do Marcelo Filipini, que guarda da situação de terror uma memória de amor. A história ocorreu logo após os terremotos. 

FAB/Divulgação.

“Encontramos um taxista, pedimos para ele correr para o aeroporto, que iria ser nossa área de escape, pois naquele momento era o único ponto em que poderíamos sair de lá. Pegamos um trânsito caótico, todo mundo querendo ir embora, os postos de gasolina abarrotados, em uma cidade que não falava português. Então, eu pego o meu celular, vou filmar o congestionamento e, na hora em que viro, olho para o veículo do lado e, na placa, está escrito o nome da minha falecida mãe, Carmem. Tenho certeza de que foi ela que olhou por mim do lugar onde ele está”, narrou o jovem, emocionado.

FAB/Divulgação.

E por falar em emoção, a esteticista Fernanda Lima explicou como foi acordar de madrugada, grávida, em meio aos tremores de terra. “Quando eu entendi que aquela situação não era habitual, comecei a gritar para meu marido e meu filho acordarem. Então, arranquei o meu filho do berço, dei na mão do meu marido e falei: corre, que isso é um terremoto. Salva a vida dele! Me deixa, vai na frente com ele! E foi só o tempo da gente sair de casa. Quando saímos de casa, nós vimos nossa casa desabar. Nós perdemos tudo!”, contou, ainda em choque.

FAB/Divulgação.

Além da volta para o Brasil, o voo também possibilitou novas experiências para os passageiros, que vibraram ao conhecer de perto uma aeronave da magnitude do KC-30. “Eu adorei a experiência, foi muito legal”, detalhou a pequena Alicia Gonçalves Kaya.

Capacidade estratégica

O KC-30, designativo militar para o Airbus A330, é uma aeronave com peso máximo de 233 mil quilos e com velocidade máxima de 995 quilômetros por hora. Com envergadura de 60,03 metros e comprimento de 58,8 metros, sua carga útil é de 45 mil quilos. Extremamente estratégica para o Brasil, a aeronave tem capacidade de transportar até 238 passageiros, apoio logístico, evacuação aeromédica e ações humanitárias, sejam elas nacionais e internacionais. 

 

Via Força Aérea

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.