Jatos executivos da Embraer. Foto - Embraer/Divulgação

A Embraer teve recordes de velocidade estabelecidos pelos jatos executivos Phenom 300, Legacy 450 e Legacy 500, recebendo reconhecimento da Federação Internacional de Aeronáutica (FAI, do francês Federation Aeronautique Internationale).

A cerimônia foi realizada pela NAA (National Aeronautic Association), representante da FAI nos EUA, durante a edição 2018 da NBAA-BACE (National Business Aviation Association’s Business Aviation Conference and Exhibition), convenção e exposição da aviação executiva realizada em Orlando, de 16 a 18 de outubro, nos Estados Unidos.

Phenom 300. Foto – Embraer/Divulgação

O jato Phenom 300 estabeleceu um novo recorde de velocidade durante voo de Melbourne, na Flórida, para Boston, no estado norte-americano de Massachusetts, em 21 de abril de 2018, com duração de 2 horas e 38 minutos. De acordo com a NAA, o Phenom 300 alcançou uma velocidade média de 678,18 km/h, cobrindo uma distância de 985 milhas náuticas (1824km) e aterrissando com 907,18 kg de reservas de combustível.

O Phenom 300 é equipado com dois motores Pratt & Whitney Canada PW535E com 3.360 lbf de empuxo cada tendo uma velocidade máxima de 453 nós (521 mph ou 838 km/h) e um alcance de 1971 milhas náuticas (3650 km) com seis ocupantes e Reservas NBAA IFR.

Legacy 450. Foto – Divulgação/Embraer

O Legacy 450, da classe de cabine média, estabeleceu um novo recorde de velocidade durante um voo transatlântico que partiu de Portland, no estado norte-americano de Maine e chegou na cidade de Farnborough, no Reino Unido. O voo, que ocorreu em 7 de março de 2018 e durou 6 horas e 5 minutos, cobrindo uma distância de 2752 milhas náuticas (5097 km). De acordo com a NAA, o Legacy 450 alcançou uma velocidade média de 839,90 km/h, aterrissando com 1043 kg de reservas de combustível.

O Legacy 450 é equipado com dois motores Honeywell HTF 7500E com 6.540 lbf de empuxo cada um, tendo velocidade máxima de Mach 0,83 (629 mph ou 1.012 km/h) e um alcance de 2900 milhas náuticas (5371 km) com quatro passageiros e reservas NBAA IFR.

Legacy 500

O Legacy 500, da classe de cabine média, estabeleceu quatro novos recordes de velocidade
nos Estados Unidos. O primeiro recorde foi estabelecido entre Melbourne, na Flórida e
Seattle, no estado de Washington, em 28 de janeiro de 2018. Segundo a NAA, o Legacy 500 alcançou uma velocidade média de 727,75 km/h durante um voo com duração de 5 horas e 44 minutos, cobrindo uma distância de 2.257 milhas náuticas (4180 km) e aterrissando com 1088 kg (2400 lb) de reservas de combustível.

O segundo voo do Legacy 500 ocorreu no mesmo dia do primeiro voo, entre Seattle, em
Washington e Anchorage, no Alasca, tendo durado 3 horas e 3 minutos e percorrido uma
distância de 1252 milhas náuticas (2318 km), com 3112 kg de reservas de combustível. De acordo com a NAA, uma velocidade média de 758,05 km/h foi alcançada.

O terceiro voo do Legacy 500 ocorreu em 25 de março de 2018 entre Aspen, no Colorado e
Orlando, na Flórida, com duração de 3 horas e 16 minutos, cobrindo uma distância de 1423 milhas náuticas (2635 km), aterrissando com 1129 kg de reservas de combustível. De acordo com a NAA, uma velocidade média de 503,74 mph (810,69 km/h) foi alcançada.

Interior do Legacy 500.

O quarto voo recorde do Legacy 500 ocorreu em 30 de março de 2018, entre Melbourne, na Flórida e Youngstown, em Ohio e durou 1 hora e 52 minutos e percorreu uma distância de 790 milhas náuticas (1463 km), pousando com 6860 libras (3112 kg) de reservas de
combustível. De acordo com a NAA, uma velocidade média de 488,77 mph (786,60 km/h)
foi alcançada.

O Legacy 500 é equipado com dois motores Honeywell HTF 7500E com 7036 lbf de empuxo cada um com velocidade máxima de Mach 0,83 (629 mph ou 1012 km/h) e um alcance de 3125 milhas náuticas (5787 km) com quatro passageiros e reservas NBAA IFR.

A NAA e a FAI confirmaram cada um desses voos como um recorde norte-americano e um
recorde mundial, respectivamente. Em todos os voos recordes de velocidade, a aeronave
completou as missões com reservas de combustível no padrão NBAA IFR.